Esportes

Desempenho ofensivo do Sport explica situação

Os atuais números do ataque do Sport são os piores dos últimos quatro anos

Lances de Sport 0x1 Palmeiras, pela Série A Lances de Sport 0x1 Palmeiras, pela Série A  - Foto: Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco

Até o momento, o Sport anotou 23 gols na Série A Campeonato do Brasileiro. Entre os 20 concorrentes, tem o quatro pior desempenho. Este “quase” inédito fato, levando em consideração as últimas campanhas do clube na Série A, evidenciam o problema enfrentado pelo setor ofensivo do Leão. Caso não corrigido, inclusive, colocará por terra as tentativas da equipe de fugir do rebaixamento, nesta temporada.

Nas campanhas rubro-negras dos últimos três anos, o sistema ofensivo da equipe sempre se mostrou efetivo frente a frente ao gol adversário. Os bons números tanto foram apresentados até a 27ª rodada quanto ao final das respectivas competições.

Em 2017, o Sport terminou o Brasileiro com 46 gols, tendo atingido 33, na 27ª rodada. Um ano antes, o Leão conseguiu 37 gols, e fechou sua participação com 49 gols. O melhor desempenho aconteceu em 2015. Foram 53 gols, tendo balançado as redes 37 vezes faltando 11 rodadas para o fim da temporada.

Leia também:
Sport fará treino à noite e aberto para sócios
Sport ainda tem carta na manga para se salvar 

O pior momento do ataque leonino, após o acesso em 2013, foi justamente durante a campanha de 2014. Na temporada, o Sport conseguiu 26 gols, até a 27ª rodada, e terminou a competição com 36. Apesar disso, a equipe conseguiu finalizar sua participação na Série A na 11ª colocação, com 52 pontos. A justificativa? O Leão acumulou 14 vitórias e 10 empates. Há 11 rodadas do fim, já havia vencido 10 vezes e empatado outras seis. Na atual temporada, a equipe tem 15 derrotas, seis empates e seis vitórias.

Veja também

Abdias Venceslau deixa cargo de CEO do Santa Cruz
Santa Cruz

Abdias Venceslau deixa cargo de CEO do Santa Cruz

Santa Cruz anuncia a contratação do meia Guilherme Castro
Santa Cruz

Santa Cruz anuncia a contratação do meia Guilherme Castro