Futebol

Desfalques, sequência desgastante e mudança tática: Roberto analisa derrota do Náutico para o Vasco

Timbu perdeu por 3x2, no Arruda, voltando a se aproximar da zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro

Lances de Náutico x VascoLances de Náutico x Vasco - Foto: Tiago Caldas/CNC

A derrota do Náutico por 3x2 para o Vasco, no Arruda, pela Série B do Campeonato Brasileiro, foi analisada por diversos pontos pelo técnico alvirrubro, Roberto Fernandes. Desde a escalação utilizada no início da partida, passando pelos desfalques do time titular e do desgaste pela sequência de jogos que o Timbu teve nos últimos dias. Confira os principais trechos abaixo.

Volta ao esquema com três atacantes

Estamos nos prendendo muito, de forma rasa, apenas às escalações de jogo. O primeiro tempo terminou 1x0 para o Brusque no jogo passado. No segundo, a gente virou. E virou com o time que começou hoje. Começamos contra o Vasco com a equipe que venceu o Brusque no fim, mas hoje saímos perdendo por 2x0 no primeiro tempo. No segundo, com as mudanças, “vencemos” por 2x1.

O jogo estava equilibrado, mas aí o jogador do Vasco acertou uma baita cobrança de falta. Saímos novamente atrás do placar e ficamos sujeitos à transição. O Vasco, além de invicto, só tinha tomado três gols. Ele ficou cinco jogos sem tomar gols. Pegou o Grêmio, que tem folha oito vezes maior que a nossa, e não tomou gol.

Desfalques continuam pesando

Tivemos mais de cinco desfalques nos últimos jogos. Um deles não volta mais esse ano, que é Bryan. Hereda, Kieza, Rhaldney, Júnior Tavares…todos eles, se aptos, seriam titulares. Jogando por dentro, é notório como Victor Ferraz pode contribuir. Mas se eu faço isso, quem joga na lateral? Bryan? Hereda? Não dá. 

Sequência desgastante na Série B

As pessoas analisam o futebol com o toque da crueldade. Não era nítido que os quatro dias que o Vasco teve a mais de descanso se refletiu em campo? Estávamos viajando nos outros dias e, ontem, não tivemos condições de trabalhar. O Vasco estava mais inteiro. Já o nosso time jogou sábado (contra o Brusque), passou o domingo inteiro viajando e não treinou segunda. São processos que é preciso entender.

Com os resultados desta terça (7), o Náutico fechou o dia na 15ª posição, com 12 pontos, correndo o risco de cair mais uma posição em caso de vitória do CRB, quarta (8), perante o Cruzeiro, no Mineirão. Os alagoanos estão em 16º, com 11.

 

Veja também

PSG anuncia contratação do meia português Vitinha
Futebol Internacional

PSG anuncia contratação do meia português Vitinha

Com lesão muscular, Wellington não encara o Novorizontino
Futebol

Com lesão muscular, Wellington não encara o Novorizontino