Detalhes de velório coletivo serão dados à tarde

Autoridades farão uma simulação do momento de chegada dos corpos. Das 71 vítimas, 20 já foram identificadas

Câmara de Olinda elegeu a nova composição da sua Mesa Diretora para o próximo biênio (2019-2020)Câmara de Olinda elegeu a nova composição da sua Mesa Diretora para o próximo biênio (2019-2020) - Foto: Divulgação

Na manhã desta quarta-feira, a Arena Condá, na cidade catarinense de Chapecó, abriu novamente suas portas para familiares, amigos e torcedores do clube que desejem prestar solidariedade e homenagens às vítimas do acidente com a aeronave que transportava jogadores, comissão técnica, dirigentes e convidados do time, além de jornalistas, até a Colômbia, onde aconteceria esta noite a primeira partida da final da Copa Sul-Americana.

Enquanto tentam se confortar, os familiares já resolvem, junto com representantes da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e dirigentes da Chapecoense, as diretrizes a serem seguidas após a liberação dos corpos. Possivelmente, haverá um velório coletivo na própria Arena Condá.

No início da tarde, será feita uma simulação da logística pensada para o momento da chegada dos corpos. Após isso, às 16h, será concedida uma entrevista coletiva, na qual serão divulgados detalhes da operação. É possível que o velório aconteça até a sexta-feira.

Segundo a embaixada brasileira na Colômbia, 20 dos 71 corpos estão devidamente identificados. Segundo o órgão, o trabalho está sendo realizado de forma ininterrupta por profissionais brasileiros e colombianos, e a expectativa é encerrar esse processo ainda nesta quarta-feira, liberando os corpos para translado. 

Veja também

CBF e clubes mantêm proibição de torcedores em jogos do Brasileirão
Protocolo

CBF e clubes mantêm proibição de torcedores em jogos do Brasileirão

Em jogo movimentado, Afogados perde por 2x0 para o Campinense
Série D

Em jogo movimentado, Afogados perde por 2x0 para o Campinense