Dia D para Marco Antônio

Comissão técnica aguarda resultado de exame de imagem para saber se vai contar com meio-campista contra o Oeste, sábado

Jarbas e Demóstenes MeiraJarbas e Demóstenes Meira - Foto: Divulgação

 

A chegada de Marco An­­tônio, há dois me­ses, elevou o patamar da qualidade da equipe do Náutico na Série B do Campeo­nato Brasileiro. A expecta­tiva era grande com o retor­­no do meia e a resposta em campo foi melhor do que o esperado com boas atuações, assistências e gols. Mas a presença do jogador, considerado um talismã no clu­be por ter participado do último título do Timbu, em 2004, no duelo contra o Oeste ainda é uma incógnita. O dia decisivo para o camisa 10 será hoje, após a realização de um e­xa­me de imagem que mostrará se ele se recuperou da lesão no adutor da coxa direita.
O técnico Givanildo Oliveira aguarda a informação para montar a equipe titular para o confronto de sábado, às 16h30 (do Recife), na Are­na de Pernambuco. O meia é de fundamental importância ao time, apesar do pouco tem­po desde que voltou. Fo­ram apenas 11 partidas, sequência quebrada contra o Tupi por conta da lesão, com participação direta em sete gols. Um anotado por ele mesmo de falta na vitória por 1x0 sobre o Bragantino e mais seis assistências. Tornando-se assim o atleta com mais passes para tentos do Timbu na Série B.

Além da participação efetiva em momentos decisivos, Marco Antônio tem pa­pel fundamental no nascedouro da transição ofensiva. O meio-campista pega a bola na defesa e inicia as jogadas com direção ao ataque. Nes­ta função, os números também são acima da média, con­siderando os poucos jogos na competição comparada ao restante do elenco. O camisa 10 é um dos que menos erra passes no Timbu e o 5º com mais assistências para finalizações: 25. Dados que comprovam a efetividade do ídolo alvirrubro.

A esperança dos alvirrubros é contar com o talismã no jogo que pode levar o Náutico de volta à Série A. Porém, caso não tenha condições, a vaga ficará com o meia Esquerdinha, que deu duas assistências na última partida para os gols de Rony e Bergson. Como todo jogador, ele quer participar da de­cisão, mas reconhece a importância da volta de Mar­co Antônio. Por isso, deixou nas mãos do treinador a decisão de escolher a melhor alternativa para o Náutico.

“Eu quero é jogar. Marco Antônio está se recuperando logo e é importante tê-lo de volta porque é um jogador que tem nos ajudado muito. Mas essa dor de cabeça boa a gente deixa para o Givanildo Oliveira resolver”, comentou Esquerdinha.
O atacante Rony, um dos principais interessados na escolha do treinador por ser municiado pelos meias, ressaltou pontos positivos dos dois atletas. No entanto, também ficou em cima do muro. “Sabemos da qualidade dos dois. Esquerdinha foi o melhor em campo na minha opinião contra o Tupi, assim como Marco Antônio foi em outros jogos.

Não há muita diferença. Aquele que entrar vai nos ajudar muito na frente e teremos oportunidades de concluir as jogadas no ataque”, pontuou.

Ingressos
Os bilhetes para o último jogo do Timbu em 2016 já es­tão à venda nos Aflitos e no site www.guiche­web.com. br/nau­tico com valores a partir de R$ 10. Até ontem, foram comercializados cerca de 10 mil ingressos para o confronto do próximo sábado, na Arena de Pernambuco.

 

Veja também

Tite convoca Paquetá para o lugar de Coutinho na seleção brasileira
Seleção Brasileira

Tite convoca Paquetá para o lugar de Coutinho na seleção brasileira

Tite chama Paquetá para substituir Philippe Coutinho
Eliminatórias da Copa

Tite chama Paquetá para substituir Philippe Coutinho