Diretor de futebol pede desligamento do Santa Cruz

Allan Araujo era um dos dirigentes da nova composição da gestão do presidente Constantino Júnior, trabalhou como dirigente do Santa Cruz por cinco meses e solicitou a saída alegando questões pessoais

Allan Araújo, o da esquerdaAllan Araújo, o da esquerda - Foto: Daniel Lima/Folha de Pernambuco

A diretoria de futebol do Santa Cruz perdeu um componente da nova composição da gestão do presidente Constantino Júnior (2018-20). No fim da manhã desta terça-feira, Allan Araujo informou que pediu o seu desligamento e deixou o cargo ainda antes do início do Campeonato Brasileiro da Série C. Segundo ele, a decisão foi pessoal. Com a saída do profissional, a direção atual conta com quatro membros: Felipe Rego Barros (vice de futebol), Fred Gomes (gerente remunerado), Fred Dias e Felipe Alves (diretores).

“Comunico que solicitei o desligamento da diretoria de futebol ao presidente (Constantino Júnior) no período entre competições, logo antes do início da Série C (há seis semanas). Aguardei para concluir todos os alinhamentos e a transição”, informou em sua rede social. Ele ainda aproveitou o momento para agradecer o apoio dos dirigentes e depositou confiança no trabalho do clube para conquistar o acesso à Série B.

“Agradeço ao presidente (Constantino Júnior) pela confiança e aos meus queridos amigos Fred Dias e Felipe Alves pela parceria. Continuarei a colaborar de outras formas. Estou certo que em três meses estaremos celebrando o acesso da Cobra Coral. Continuo acreditando na gestão, seguirei ajudando de outras maneiras e só deixei amigos. Foi uma decisão pessoal”, disse Allan Araujo.

Leia também: 

Constantino Júnior nomeia novos diretores da sua gestão 

Presidente e direção acompanham de perto dia a dia do Santa  

Veja também

Vazam imagens das possíveis novas camisas do Sport
Sport

Vazam imagens das possíveis novas camisas do Sport

Proibido 80 anos atrás, futebol feminino no Brasil evolui e busca recuperar atraso
Futebol feminino

Proibido 80 anos atrás, futebol feminino no Brasil evolui e busca recuperar atraso