Diretoria coral espera notificação para se mover sobre cancelamento de torneios de base

Mandatário do executivo coral, Constantino Júnior, expressou desejo de que a questão seja decidida com diálogo entre a entidade local e os clubes pernambucanos

Presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior Presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior  - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

O Santa Cruz foi pego de surpresa com a declaração do presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, na última quinta, sobre a latente possibilidade de cancelamento dos torneios de base do Estado, por conta do aperto no calendário e dificuldades financeiras, em meio à pandemia do novo coronavírus. Em contato com a Folha de Pernambuco, o diretor das categorias inferiores tricolor, Rogério Guedes, disse que um plano B ainda não será colocado em ação e que o clube espera a notificação da FPF para, então, tomar medidas internas.

“A gente continua com o planejamento normal de voltar quando a pandemia passar, e até agora não fomos notificados. Não vamos para um plano B ainda, vamos esperar a Federação (Pernambucana de Futebol) se pronunciar oficialmente com o clube para tomarmos uma decisão, conversar, unir forças com os outros clubes e ver o melhor para os atletas, até porque tem tempo ainda para se tomar uma decisão. Se for o caso das competições não acontecerem, não vamos parar as atividades totalmente. Só vamos parar se não tiver condições de voltar de jeito nenhum por conta da saúde”, explicou Guedes.

Leia também:
Em meio a via-crúcis, Santa tenta arrancar fôlego com kits e ingressos virtuais
Quadro associativo do Santa Cruz sofre queda de 74% em dois meses
VP do Santa se posiciona contra retorno do futebol em meio à pandemia

Quem também mostrou surpresa sobre a possibilidade de cancelamento dos torneios foi o chefe do executivo coral, Constantino Júnior. Segundo o mandatário, uma decisão como essa deve ser discutida coletivamente e não decretada de forma unilateral. Tininho, como é conhecido, pregou diálogo entre a federação e os clubes para que um entendimento seja estabelecido entre as partes.

“Esperamos um pouco mais de paciência e calma. É claro que precisamos ter muito cuidado com a saúde dos meninos, isso é fato. Mas geralmente as competições só começam no segundo semestre. Acho que deve haver uma conversa entre a federação e os clubes para que a gente possa definir de maneira coletiva e não por determinação do presidente que vai lá e se encerra as competições. A gente espera que exista um diálogo entre a federação e os clubes e, no na minha visão, é importante que se tenha uma tranquilidade maior para que a gente possa chegar num entendimento”, enfatizou.

“O clube não foi notificado sobre isso a não ser com a fala de Evandro (presidente da FPF). E a federação mantém o diálogo, tem investido na base, por isso eu até estranho. É claro que a pandemia mudou tudo, mas mudou para todo mundo. Vamos conversar para que a gente possa ter essa condição”, finalizou o presidente da Cobra Coral.

Competição que mexe com os sonhos da garotada da base, o Campeonato Pernambucano é o único torneio disputado pelas categorias sub-15 e sub-17 do Santa Cruz. O sub-20 - mesclado com o sub-23- ainda conta com a Copa do Nordeste, que também não é garantia de acontecer, o Brasileiro de Aspirantes e a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Caso, os campeonatos estaduais do juvenil do Santa não sejam realizados, o departamento de base, segundo Rogério, terá que encontrar alternativas para segurar os pratas da casa no Arruda, possivelmente dando rodagem aos atletas nas categorias mais avançadas.

Veja também

Governo lança edital do Bolsa Atleta, mas torneios do fim de 2020 não valem
Esportes Olímpicos

Governo lança edital do Bolsa Atleta, mas torneios do fim de 2020 não valem

Técnico do Real Madrid Zidane testa positivo para covid-19
Futebol Internacional

Técnico do Real Madrid Zidane testa positivo para covid-19