Dirigente reclama de arbitragem:'Tirou nossa vitória'

Rego Barros destacou que o lance do gol de Augusto invalidado por Luiz Sobral

Arbitragem de Luiz Sobral irritou tricoloresArbitragem de Luiz Sobral irritou tricolores - Foto: Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco

Como já era de se esperar, os dirigentes do Santa Cruz ficaram na bronca com a arbitragem do Clássico das Emoções, que terminou 0x0. Ainda no primeiro tempo, o atacante Augusto completou um cruzamento pela esquerda e marcou um gol, mas o bandeira assinalou impedimento no lance.

O detalhe é que o atleta que estava em posição ilegal era Vinícius. Mesmo com a alegação de que a marcação aconteceu por conta da movimentação do centroavante no lance, o vice-presidente de futebol do clube, Felipe Rego Barros, não escondeu sua frustração com o lance que poderia ter dado a vitória para a Cobra Coral.

"Houve um erro capital que anulou um gol legítimo. Não vamos pregar que há esquema e que os árbitros são desonestos. Sabemos que não são, mas aconteceu um erro que vai repercutir no campeonato. O gol nos daria a vitória. A Federação (FPF) tem interesse que o campeonato tenha começo, meio e fim com lisura. É preciso dar um freio nessa situação. Árbitros estão tendo desempenhos satisfatórios e, para valorizar quem está bem, é preciso analisar esses erros dos outros. A arbitragem foi confusa e tirou a vitória do Santa", afirmou.

"Confiamos na Federação, que tem pessoas sérias, mas temos que colocar nossa insatisfação nesse momento. "Queremos tratar isso com profissionalismo e responsabilidade. Sabemos que os árbitros de hoje são pessoas de bem, mas precisam ter responsabilidade. Erraram em um lance fácil. Já estamos sofrendo com esse tipo de coisa desde o final da Série B do ano passado, punindo o Santa. Não toleraremos ser prejudicados", apontou, indicando que o Santa vai procurar a FPF para formalizar uma queixa.

"Tenho certeza que a Federação tem aparato humano e técnico para fazer uma arbitragem com êxito. Até essa rodada não tinha erro capital, mas hoje existiu um que alterou o resultado da partida. Cobramos responsabilidade apenas. É preciso tomar providências, colocar árbitro para reciclagem. Não é punição, é para desenvolvimento no esporte. Sei que a Federação quer fazer um campeonato sem erros. Ela é a maior interessada nisso. Faremos uma formalização desse jogo, pedindo providências", completou.

O treinador Júnior Rocha teve um discurso mais ameno em sua entrevista coletiva. "Vinícius realmente estava impedido, mas aí é um lance de interpretação do bandeira se ele participou ou não da jogada. Para ele, Vinícius participou. Repito que é lance de interpretação, então sem polêmica, segue o baile", disse. 

Veja também

Velejadores disputam XXI Campeonato Pernambucano de Dingue em Maria Farinha
Vela

Velejadores disputam XXI Campeonato Pernambucano de Dingue em Maria Farinha

Você não é o Zlatan, diz Ibrahimovic em campanha de combate à Covid-19
Coronavírus

Você não é o Zlatan, diz Ibrahimovic em campanha de combate à Covid-19