Dirigentes da Copa da Alemanha são acusados de fraude

Ídolo do futebol alemão e presidente do Comitê Organizador, Franz Beckenbauer também é alvo da investigação

Franz Beckenbauer, ídolo do futebol alemãoFranz Beckenbauer, ídolo do futebol alemão - Foto: CHRISTOF STACHE/AFP

Na manhã desta terça-feira (6), a Justiça da Suíça apresentou uma acusação contra três dirigentes do futebol alemão. As autoridades afirmam que Horst Schmidt, Theo Zwanziger e Wolfgang Niersbach são suspeitos de cometerem fraude na escolha da Alemanha como sede da Copa do Mundo de 2006. As informações são do jornal El País.

Ainda segundo a publicação, o ex-diretor da Fifa Urs Linsi também estaria envolvido no esquema. O Gabinete da Procuradoria Geral da Suíça identificou um pagamento de 6,7 milhões de euros por parte dos alemães para a escolha do país para o Mundial.

Schmidt e Zwanziger, vice-presidentes do Comitê Organizador da Copa do Mundo na Alemanha, e Linsi são acusados de fraude. Enquanto Niersbach, vice-presidente do comitê já mencionado e Zwanziger, ex-presidente da DFB (Federação Alemã de Futebol), são vistos como cúmplice de fraudes. Os quatro acusados negaram qualquer irregularidade.

Leia também:
Cabral afirma que Lula e Paes sabiam de propina pela Rio-2016
Propina da Rio-2016 está ligada à organização criminosa
Propina da Rio-2016 está ligada à organização criminosa


Ídolo do futebol alemão e presidente do Comitê Organizador da Copa do Mundo, Franz Beckenbauer também é alvo da investigação. Apesar disso, as averiguações junto ao ex-jogador estão sendo conduzidas de maneira diferente, devido aos problemas de saúde que ele vem sofrendo. As autoridades afirmaram que não é possível interrogá-lo.

Veja também

Sport perto de oficializar contratação de Paulinho Moccelin
Futebol

Sport perto de oficializar contratação de Paulinho Moccelin

Imprensa alemã diz que Hansi Flick será próximo técnico da seleção
Futebol

Imprensa alemã diz que Hansi Flick será próximo técnico da seleção