A-A+

Dono do Chelsea, Abramovich não é bem-vindo na Suíça

Colocado como uma "ameaça à segurança pública", Abramovich vem sendo investigado por lavagem de dinheiro

Roman Abramovich não é bem-vindo na Suíça Roman Abramovich não é bem-vindo na Suíça  - Foto: AFP

Presidente e proprietário do Chelsea, o multimilionário russo Roman Abramovich retirou seu pedido de residência na Suíça depois da polícia federal considerar que ele não é bem-vindo no país, informaram nesta quarta-feira (26) as autoridades helvéticas.

Na terça-feira (25), o jornal La Tribune de Ginebra publicou que a Polícia federal suíça (Fedpol), consultada pela Secretaria de Estado de Migrações (SEM), tinha emitido uma opinião negativa em 2016, argumentando que a presença do russo a longo prazo poderia ser "uma ameaça à segurança pública e um risco para a reputação da Suíça".

A carta da Fedpol afirmava também que o dono do Chelsea está sendo investigado "por suspeitas de lavagem de dinheiro e supostos contatos com organizações criminosas".

"Totalmente falso", respondeu o advogado Daniel Galsl, representante de Abramovich, destacando que quer se concentrar em "indicar as fontes destas acusações". Galsl acrescentou que "está disposto a acusar diante da justiça aqueles que transmitiram estas informações".
Leia também:
Chelsea e Liverpool defendem 100% de aproveitamento

Abramovich queria se instalar na luxuosa localidade alpina de Verbier.

A princípio, o Departamento de população e migração da região deu visto positivo para a solicitação, apesar de ter sido antes de enviá-la às autoridades federais, concretamente à SEM, indicou à AFP Jacques Lavallaz, chefe deste serviço.

Veja também

Tenista Naomi Osaka desiste de participar do torneio de Indian Wells
Tênis

Tenista Naomi Osaka desiste de participar do torneio de Indian Wells

Raimundo Nonato ministra palestra em comemoração ao Dia de Luta da Pessoa com Deficiência
Palestra

Raimundo Nonato ministra palestra em comemoração ao Dia de Luta da Pessoa com Deficiência