Douglas Costa marca, e líder Juventus bate o lanterna Chievo

Com o resultado, a Juventus seguiu na liderança tranquila da competição: invicta, a Juve soma 56 pontos, contra 47 do vice-líder Napoli

Brasileiro abriu o marcador na fácil vitória da JuveBrasileiro abriu o marcador na fácil vitória da Juve - Foto: Marco BERTORELLO / AFP

De um lado, o líder invicto do campeonato jogando em casa. Do outro, o lanterna. Resultado? Deu a lógica. Em partida desta segunda-feira (21) pelo Campeonato Italiano 2018/2019, a Juventus jogou em casa diante do Chievo Verona e venceu por 3x0. O compromisso encerrou a 20ª rodada do torneio e ficou marcado por um pênalti perdido por Cristiano Ronaldo.

Com o resultado, a equipe de Turim seguiu na liderança tranquila da competição: invicta, a Juve soma 56 pontos, contra 47 do vice-líder Napoli. O Chievo, por sua vez, permaneceu com oito pontos, na última colocação, atrás de Frosinone (10) e Bologna (14). O Empoli, primeiro time fora da zona de rebaixamento, soma 17.

O técnico Massimiliano Allegri já havia indicado algumas possibilidades para escalar seu time. Embora a tendência fosse de que Douglas Costa e Federico Bernardeschi começassem, havia a possibilidade de um deles ser sacado. Mas a dupla foi mantida, e o brasileiro não decepcionou: de seus pés, saiu o primeiro gol do jogo, graças a uma bela jogada individual no primeiro tempo. No segundo, foi substituído com a missão cumprida.

Jogando em casa, a Juventus não demorou a abrir o placar: aos 13 minutos do primeiro tempo, Douglas Costa recebeu no meio-campo, arrancou em velocidade pela direita, limpou a marcação na intermediária e bateu cruzado da esquerda.

Leia também:
CR7 evita derrota da Juventus contra Atalanta; Napoli perde para Inter
Juventus renova com Adidas e dobrará receita de patrocínio
CR7 marca em 1ª final pela Juve e é campeão sobre o Milan
Alex Sandro amplia contrato com Juventus até 2023

Ao longo da primeira etapa, Cristiano Ronaldo se movimentou em busca de gols, mas sem sucesso. Aos 16 minutos, caiu na área após uma dividida com Luca Rossettini, pedindo um pênalti - a arbitragem consultou o VAR, mas mandou o jogo seguir. Mais tarde, aos 22 minutos, o português recebeu de Paulo Dybala e chutou, acertando as costas de Mattia Bani.

Mas os melhores momentos do camisa 7 estavam por vir. Aos 32 minutos, Cristiano Ronaldo recebeu na esquerda, cortou para o meio e chutou, parando na defesa de Stefano Sorrentino. Depois minutos depois, o português rolou para o chute de Federico Bernardeschi, que desviou na defesa e só não entrou porque o goleiro do Chievo defendeu com o pé.

Quando parecia que o time de Verona conseguiria segurar uma desvantagem mínima antes do intervalo, veio o segundo gol: aos 44 minutos, após bela jogada individual pela direita, Paulo Dybala entrou na área e rolou de lado para Emre Can, que teve tranquilidade para bater no canto e ampliar.

No segundo tempo, a Juventus teve um pênalti aos 6 minutos, em chute de Douglas Costa que Mattia Bani desviou com o braço. Na cobrança, porém, Cristiano Ronaldo bateu e Stefano Sorrentino defendeu no canto esquerdo.

Em busca de uma reação do Chievo, o técnico Domenico di Carlo trocou três jogadores nos 20 primeiros minutos do segundo tempo. Aos 26, Luca Rossetini arriscou um chute pela esquerda da entrada da área, mas Mattia Perin caiu no canto e defendeu, em uma das raras oportunidades dos visitantes.

E realmente não era o dia de Cristiano Ronaldo. Aos 28 minutos, Emre Can foi à linha de fundo e cruzou rasteiro pela direita, mas o português mandou para fora. Depois, aos 32, recebeu na esquerda e espanou de novo, sem perigo.

Mas se o português não faz, um companheiro faz. Aos 38 minutos, Federico Bernardeschi cobrou falta pela esquerda e mandou a bola na cabeça de Daniele Rugani, que subiu sozinho para marcar, dando números finais ao jogo.

Paquetá empolga
Lucas Paquetá
não marcou na vitória do Milan por 2x0 sobre o Genoa, mas deu carretilha, acertou a trave e foi um dos destaques de sua equipe, deixando a torcida animada para ver seus próximos passos com a camisa do Rossonero.

O alvo do drible foi Daniel Bessa, meio-campista ítalo-brasileiro. O adversário reagiu instintivamente como se fosse cometer falta, mas tirou o braço antes de derrubar Paquetá. Na sequência, Andrea Conti dominou a bola pelo Milan.

Naquele momento, aos oito minutos do segundo tempo, a partida ainda tinha placar zerado. Os gols foram feitos por Fabio Borini, aos 27, e Suso, aos 38. Antes disso, aos 44 do primeiro tempo, Paquetá tentou chute de primeira, de fora da área, e acertou a trave direita.

A vitória por 2x0 põe o time de Gattuso na quarta posição do Campeonato Italiano com 34 pontos, nove a menos que a líder Juventus. O Genoa, por sua vez, ocupa a 14ª colocação com 20 pontos e está a seis de distância da zona de rebaixamento.

Veja também

Milan apresenta Mandžukić como reforço até o final da temporada
Futebol Internacional

Milan apresenta Mandžukić como reforço até o final da temporada

Milan vence Cagliari com dois gols de Ibra e reassume liderança isolada do Italiano
Futebol Internacional

Milan vence Cagliari com dois gols de Ibra e reassume liderança isolada do Italiano