A-A+

Dudu faz estreia como titular e se sente à vontade

Atacante do Santa tem bom começo no clube. As duas partidas que ele jogou foram decisivas e tiveram sua participação

Dudu foi fitular nos últimos meses no Santa CruzDudu foi fitular nos últimos meses no Santa Cruz - Foto: Jota Santana/Santa Cruz

A estreia do atacante Dudu pelo Santa Cruz foi na partida contra o CRB, pelas quartas de final da Copa do Nordeste. Na ocasião, ele entrou em campo no segundo tempo e participou da decisão por pênaltis, convertendo sua cobrança. Diante do ABC, o recém-contratado ganhou à titularidade pela primeira vez na temporada 2019. Antes de ser contratado pelo Tricolor, o jogador de 23 anos de idade estava na Ponte Preta, onde só atuou em dois jogos, sendo acionado na etapa complementar em ambos.

“Estava apenas treinando na Ponte. Meu último jogo completo foi no ano passado, pelo Náutico. Ainda falta o ritmo de jogo e por isso não aguentei os 90 minutos contra o ABC. E acabei saindo de campo com muita cãibra. Estou bastante feliz aqui. Não estava com muitas oportunidades na Ponte Preta, apareceu a chance de vir para cá e não pensei duas vezes. O momento é decisivo e cheguei para ajudar”, declarou, em sua apresentação oficial.

Dudu conhece muito bem o Recife. No ano passado, ele disputou o Campeonato Brasileiro da Série C pelo Náutico. Em 16 jogos, o atacante marcou dois gols. O garoto foi anunciado oficialmente pelo Santa no dia 29 de março. 

 Leia também:
Após críticas da torcida, Leston reencontra a paz no Santa
Santa bate seu recorde de público no ano e elenco exalta atmosfera
Santa faz consulta à CBF sobre uso de Dudu na Copa do Brasil

“Ano passado, fiz a Série C no Náutico. Me adaptei rápido no Recife. Agora, aqui no Santa Cruz, se tornou tudo mais fácil. Estou em casa”, disse.

 

Veja também

Diretoria de futebol do Sport é mandada embora, após falhar nas inscrições de reforços
Sport

Diretoria de futebol do Sport é mandada embora, após falhar nas inscrições de reforços

A incompetência na Ilha do Retiro extrapolou os limites do absurdo. Pra mim, o Sport já caiu
Que Golaço!

A incompetência na Ilha do Retiro extrapolou os limites do absurdo. Pra mim, o Sport já caiu