Dura realidade dos funcionários se repete no Santa Cruz

Profissionais da casa cobram posicionamento da diretoria sobre os quatro meses atrasados e departamento financeiro/administrativo promete pagamento inteiro dos salários até o fim de dezembro

ArrudaArruda - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Sem perspectiva, os funcionários do Santa Cruz vivem uma dura realidade. Inclusive, alguns deles relataram anonimamente o clima de revolta e de desespero. Além da falta de esperança, o pagamento por setores gera mal-estar. No mês passado, por exemplo, os trabalhadores de serviços gerais tiveram o salário atrasado de maio pago, mas os departamentos administrativo e de futebol não receberam. Eles também se queixam que sequer ganham vales, algo que era comum na gestão do ex-presidente Alírio Moraes.

“Esse tipo de prática precisa acabar. Isso já aconteceu no passado. Não podemos repetir a situação”, lamentou o vice-presidente administrativo/financeiro Ítalo Mendes, em conversa com a reportagem da Folha de Pernambuco. 

Leia também: 

Núcleo de Gestão do Santa promete encerrar 2018 em dia 

Balanço do primeiro ano da gestão Constantino Júnior no Santa 

Santa negocia com os atletas e dá prazo para pagar atrasados 

Os profissionais da casa também ficaram chateados com a atitude da diretoria de futebol após a Série C. A direção estabeleceu um cronograma para pagar os jogadores e negociou individualmente com cada um deles, mas não conversou com os funcionários, todos sem propostas. Inclusive, o acordo de receber o mês de julho até o dia 30 de setembro com os atletas não foi cumprido. Vale lembrar que contando com a folha de agosto são duas em aberto. 

Os funcionários estão há quatro meses sem receber - maio, junho, julho e agosto, que venceu no dia 15 de setembro.  

Veja também

Chateado, Martelotte se desculpa com o torcedor e lamenta permanência na série C
Santa Cruz

Chateado, Martelotte se desculpa com o torcedor e lamenta permanência na série C

Gestão Constantino Júnior fecha ciclo sem conquistas
Futebol

Gestão Constantino Júnior fecha ciclo sem conquistas