"É raro chegar até aqui", diz De Bruyne após classificação

"Estamos orgulhosos e vamos fazer o máximo para chegar na final", disse Kevin De Bruyne

De Bruyne organizou contra-ataques e ainda deixou o seuDe Bruyne organizou contra-ataques e ainda deixou o seu - Foto: Manan VATSYAYANA / AFP

Peça fundamental para a classificação da Bélgica às semifinais da Copa do Mundo, o meia Kevin De Bruyne falou sobre a vitória por 2x1 sobre o Brasil nesta sexta-feira (6). Ele assumiu uma função diferente, mais avançado, e fez um dos gols de sua Seleção.

"Conseguimos algo bonito, e isso não é fácil. Estamos orgulhosos e vamos fazer o máximo para chegar na final. É raro chegar a um lugar como este no torneio, e vamos fazer tudo o que for possível para estar pronto (para as semis)", declarou De Bruyne em entrevista coletiva.

Leia também:
Fim do sonho: Brasil cai diante da promissora Bélgica
Técnico da Bélgica diz que surpreendeu o Brasil taticamente
Brasil fica a um Mundial de igualar maior jejum em Copas
Pela 4ª vez consecutiva, Brasil é eliminado sofrendo gol de bola aérea

A Bélgica, de fato, já faz sua melhor campanha na história das Copas do Mundo, superando a presença nas quartas de final em 2014. A vitória sobre o Brasil tem muito a ver com uma mudança de estratégia e de comportamento em relação à vitória suada sobre o Japão nas oitavas de final.

"Mudamos a tática. Eles tentaram criar oportunidades com Marcelo e Fagner, mas no primeiro tempo jogamos muito bem. Criamos oportunidades e eles não sabiam o que fazer", avalia De Bruyne, que viu a Bélgica segura ao longo da partida. "Quando eles mudaram de tática, melhoraram; mas ainda assim criamos oportunidades. Foi um teste para o nosso time, especialmente nos 15 minutos finais."

Nas oitavas, o time saiu dois gols atrás do Japão e remou até virar. Contra o Brasil foi diferente: chegou ao intervalo com dois gols de vantagem. Aí jogou com o resultado, explorando o contra-ataque de forma inteligente e defendendo-se bem. Agora é a vez de enfrentar a França, às 15 horas (de Brasília) de terça-feira (10).

"A França é uma equipe extraordinária, mas não se joga semifinal de Copa contra times fracos. Agora a diferença (entre as equipes) é mínima. Vamos brigar até o final", promete De Bruyne.

Veja também

Com série de desfalques por conta da Covid-19, Náutico visita a Ponte Preta
Futebol

Com série de desfalques por conta da Covid-19, Náutico visita a Ponte Preta

Vale o acesso à Série B: Santa recebe o Brusque, pelo duelo final do quadrangular da Série C
Futebol

Vale o acesso à Série B: Santa recebe o Brusque, pelo duelo final do quadrangular da Série C