Futebol

Edina Alves será única juíza de campo do Brasil na Olimpíada de Tóquio

Entidade anunciou ainda Neuza Back (assistente) e Wagner Reway (VAR)

Edina AlvesEdina Alves - Foto: Loic Venance/AFP

A paranaense Edina Alves Batista, de 41 anos, foi anunciada nesta sexta-feira (23) pela Fifa como juíza de campo nas partidas de futebol femininas e masculina da  Olimpíada de Tóquio (Japão). Edina desponta como a única brasileira na lista de 25 juízes. Outros dois árbitros do país também foram selecionados: Neuza Back (assistente) e Wagner Reway (VAR). 

"A preparação dos árbitros indicados para essas competições importantes será monitorada regularmente e de perto antes durante os Jogos Olímpicos por uma equipe de treinadores técnicos, incluindo árbitros da FIFA e instrutores de árbitros assistentes de vídeo (VAR), preparadores físicos, fisioterapeutas e cientistas do esporte, fornecendo aos árbitros, árbitros assistentes e árbitros assistentes de vídeo a melhor preparação e apoio possíveis", disse a Fifa em nota.


Ao entidade oficializou ao todo 99 árbitros para os Jogos de Tóquio: 25 juízes de campo, 50 árbitros-assistentes, 20 árbitros de vídeo (VAR) e quatro de apoio. 

No início de fevereiro deste ano,  Edina Alves comandou o trio de arbitragem no Mundial de Clubes da Fifa, no Catar. Desde 2016 a paranaense integra o quadro de arbitragem da Fifa. Edina Alves já atuou na Série A do Campeonato Brasileiro Masculino e em uma semifinal da Copa do Mundo Feminina (2019).

Veja também

Em Tóquio, atletas paralímpicos terão uniformes com acessibilidade
Paralimpíada

Em Tóquio, atletas paralímpicos terão uniformes com acessibilidade

Em teste para Tóquio, Isaquias mostra que é favorito a duas medalhas
Canoagem

Em teste para Tóquio, Isaquias mostra que é favorito a duas medalhas