Futebol

Edson Ratinho comenta início difícil no Santa Cruz e projeta futuro: "Não fujo da responsabilidade"

O lateral-direito de 35 anos deu a assistência para o gol da virada do Tricolor contra o CSE

Edson Ratinho, lateral-direito do Santa Cruz Edson Ratinho, lateral-direito do Santa Cruz  - Foto: Rafael Melo/Santa Cruz

Edson Ratinho chegou ao Santa Cruz nesta temporada para reforçar o elenco com sua experiência e qualidade, mas teve um início ruim. Ele já foi muito criticado na sua estreia contra o Sport, no Campeonato Pernambucano. 

“Eu me disponibilizei naquela semana de jogo do Sport para jogar, mesmo sem ter condições. Eu vinha há mais de 4 meses, treinando com personal, mas não é a mesma coisa," iniciou. 

“Praticamente me "prejudiquei" para ajudar o clube, os meus companheiros. Eu não me arrependo de nada do que eu fiz porque o final é mais importante do que o começo”, disse Ratinho. 

Na vitória contra o CSE, Edson Ratinho entrou no segundo tempo e foi fundamental para a virada tricolor. Foi ele quem deu a assistência para o gol da virada marcado por Rafael Furtado

“Eu praticamente não estava cogitado para entrar no jogo, mas o treinador me chamou e eu fui. Toda vez que eu entrar eu vou dar o meu melhor, não importa se em um ou dois minutos. Não fujo da responsabilidade”, comentou o jogador. 

Ainda sobre a situação que envolveu a saída de Leston Júnior, após a vitória contra o Atlético-BA, Ratinho foi enfático ao falar que os jogadores e a antiga comissão queriam mostrar solidariedade pela situação vivida pelo Santa Cruz.

"Eu quero deixar bem claro para todos, imprensa e torcida, principalmente os atletas que mais se manifestaram. Em nenhum momento a gente quis abandonar o barco. Se isso soou, daqui para fora, foi errado, interpretaram mal. A gente quis mostrar solidariedade pela situação”, contou. 

Ao final da coletiva, Edson Ratinho falou sobre a importância de jogar pelo Tricolor.  

“Valorizo cada oportunidade que tenho aqui no Santa Cruz. É uma camisa muito gigante. Eu sou de João Pessoa, sei a grandeza desse clube, sei a carência da torcida que vive uma situação que nunca era para passar. Por sua história. Hoje tenho 35 anos, tenho outro pique, mas o que eu puder entregar para dar o meu melhor estou sempre à disposição. No próximo jogo, se eu precisar entrar um minuto, vou dar o meu máximo,” finalizou.  

O elenco do Santa Cruz se reapresenta nesta terça-feira (24), no Arruda. O Tricolor tem mais uma semana cheia para treinar antes de enfrentar o Sergipe no próximo domingo (29), pela sétima rodada da Série D.  
 

Veja também

Atlético-GO aplica maior "goleada" contra Luís Suárez desde 8 a 2 do Bayern no Barcelona
Futebol

Atlético-GO aplica maior "goleada" contra Luís Suárez desde 8 a 2 do Bayern no Barcelona

Confederação Africana de Futebol anuncia criação de Super Liga de clubes
Futebol Internacional

Confederação Africana de Futebol anuncia criação de Super Liga de clubes