Eliminado, Filipe Toledo deseja boa sorte a Medina

Após derrota no Pipe Masters, Filipe Toledo revelou torcida para Medina, que pode ser campeão nesta segunda (17)

Filipe Toledo e Gabriel Medina são líder e vice líder do Circuito 2018Filipe Toledo e Gabriel Medina são líder e vice líder do Circuito 2018 - Foto: Kelly Cestari/WSL

Com a eliminação do paulista Filipe Toledo, derrotado pelo 11 vezes campeão mundial Kelly Slater (EUA) na última bateria do Round 3 do Billabong Pipe Masters, a disputa pelo título de 2018 fica entre o também paulista Gabriel Medina, que venceu em 2014 e busca a segunda conquista da carreira, e o australiano Julian Wilson. A expectativa é que o campeão seja conhecido ainda nesta segunda-feira (17), uma vez que a organização acelerou como pôde o evento neste domingo (16), com baterias simultâneas na água, para aproveitar os poucos dias de grandes ondulações em Oahu, no Havaí, onde acontece o encerramento da temporada.

Uma chama de avaliação das condições do mar está marcada para as 14h30 (horário do Recife) desta segunda. Quando for reiniciado o Billabong Pipe Maters, irão para a água as baterias do Round 4, fase na qual as disputas voltam a ser entre três competidores sendo o dono do pior somatório eliminado. Para continuar com chances de título, Julian Wilson tem que vencer o embate contra o catarinense Yago Dora e o seu compatriota Joel Parkinson, que já foi campeão mundial e é um excelente tube rider. Fora isso, Parko está se despedindo do Mundial de Surfe após esta etapa. Caso Julian Wilson seja eliminado, Medina automaticamente garante o título mundial.

Leia também:
Medina e Julian avançam, Filipe vai para repescagem
Filipinho vence repescagem e segue na disputa pelo título mundial no surfe
Medina, Julian ou Filipe. Quem leva o título no surfe?

O brasileiro depende apenas de sei para ser campeão. Caso ele perca no Round 4, Julian Wilson precisa no mínimo ser vice-campeão do Billabong Pipe Masters. Mas, se Medina chegar às semifinais, o australiano só leva a taça para casa se também faturar o título da etapa havaiana. Após ser eliminado por Kelly Slater, Filipinho disse que torcerá pelo conterrâneo conquistar mais um título para o Brasil – além de Medina, em 2015, Adriano de Souza também já foi campeão, em 2015.

“Eu acho que essa rivalidade que a internet cria, entre eu e o Gabriel, é ridículo. A gente é amigo, dentro da água a gente quer competir, quer ganhar um do outro. O que eu mais demonstro é respeito. Vai aqui o meu ‘boa sorte’ para ele também, e traz mais essa para o Brasil”, disse ele, que foi líder do ranking durante boa parte da temporada, mas teve uma queda de rendimento nas três últimas etapas do calendário, justamente no momento em que Medina cresceu de produção e emendou dois títulos (Taiti e Surf Ranch) e dois terceiros lugares (França e Portugal). Filipe Toledo chegou ao Havaí com chances de faturar o seu primeiro Mundial de Surfe, mas precisava chegar às finais ou torcer pelas eliminações de Medina e Julian Wilson, porém, acabou deixando a disputa precocemente.

   Round 3

O primeiro dos três então postulantes ao título a competir no Round 3 foi Gabriel Medina, que protagonizou uma das disputas mais apertadas da fase contra o havaiano Seth Moniz, oriundo da triagem. Seth esteve à frente durante a maior parte da bateria, mas Medina, com uma frieza de impressionar, manteve o foco e encontrou dois bons tubos para construir a vitória. Já Julian Wilson competiu contra Miguel Pupo em uma bateria que demorou a engrenar. Ambos pegaram uma onda de nota mais alta, sendo a do australiano superior. Filipe Toledo foi o último a ir para o mar, contra um Kelly Slater disposto. O norte-americano dropou em dez ondas, conseguindo um 8.67 na última delas - terceira maior nota do dia. Filipinho chegou perto do que poderia ser a maior nota do evento até aqui ao pegar um excelente tubo. Na hora da saída, contudo, a onda pegou o pé de apoio e derrubou o brasileiro, que acabou com um 3.67 como nota principal da bateria. 

Billabong Pipe Masters

Round 1

1: Jordy Smith (AFS) 12.00 x Kelly Slater (EUA) 11.43 x Frederico Morais (POR) 4.47
2: Yago Dora (BRA) 9.83 x Owen Wright (AUS) 9.60 x Miguel Pupo (BRA) 2.00
3: Italo Ferreira (BRA) 13.30 x Joan Duru (FRA) 11.67 x Keanu Asing (HAV) 5.66
4: Matt Wilkinson (AUS) 6.03 x Filipe Toledo (BRA) 5.04 x Caio Ibelli (BRA) 4.93
5: Julian Wilson (AUS) 8.07 x Tomas Hermes (BRA) 6.40 x Seth Moniz (HAV) 4.57
6: Gabriel Medina (BRA) 13.16 x Benji Brand (HAV) 9.97 x Connor O’Leary (AUS) 9.67
7: Griffin Colapinto (EUA) 7.07 x Ryan Callinan (AUS) 6.77 x Wade Carmichael (AUS) 4.50
8: Michael February (AFS) 6.30 x Kanoa Igarashi (JAP) 6.10 x Sebastian Zietz (HAV) 4.03
9: Michel Bourez (TAH) 12.03 x Ian Gouveia (BRA) 12.00 x Ezequiel Lau (HAV) 10.90
10: Conner Coffin (EUA) 15.07 x Jeremy Flores (FRA) 14.00 x Jesse Mendes (BRA) 9.20
11: Joel Parkinson (AUS) 11.12 x Kolohe Andino (EUA) 8.10 x Adrian Buchan (AUS) 5.13
12: Michael Rodrigues (BRA) 11.44 x Patrick Gudauskas (EUA) 7.60 x Willian Cardoso (BRA) 5.04

Round 2
1: Filipe Toledo (BRA) 12.70 x Benji Brand (HAV) 11.76
2: Seth Moniz (HAV) 12.77 x Owen Wright (AUS) 10.00
3: Wade Carmichael (AUS) 2.93 x Caio Ibelli (BRA) 1.40
4: Kanoa Igarashi (JAP) 5.16 x Keanu Asing (HAV) 4.06
5: Miguel Pupo (BRA) 10.04 x Kolohe Andino (EUA)5.00
6: Kelly Slater (EUA) 8.00 x Willian Cardoso (BRA) 1.63
7: Ryan Callinan (AUS) 16.84 x Adrian Buchan (AUS) 6.10
8: Jeremy Flores (FRA) 5.56 x Ian Gouveia (BRA) 1.90
9: Jesse Mendes (BRA) 5.40 x Ezequiel Lau (HAV) 3.93
10: Sebastian Zietz (HAV) 4.27 x Patrick Gudauskas (EUA) 3.83
11: Connor O'Leary (AUS) 6.17 x Frederico Morais (POR) 2.47
12: Joan Duru (FRA) 16.60 x Tomas Hermes (BRA) 1.26

Round 3
1: Ryan Callinan (AUS) 8.77 x Italo Ferreira (BRA) 2.43
2: Jordy Smith (AFS) 10.16 x Michael February (AFS) 2.56
3: Conner Coffin (EUA) 13.00 x Matt Wilkinson (AUS) 6.40
4: Michel Bourez (TAH) 11.70 x Connor O'Leary (AUS) 7.36
5: Sebastian Zietz (HAV) 8.00 x Griffin Colapinto (EUA) 5.24
6: Gabriel Medina (BRA) 14.30 x Seth Moniz (HAV) 11.83
7: Yago Dora (BRA)5.27 x Jeremy Flores (FRA) 2.64
8: Julian Wilson (AUS) 8.43 x Miguel Pupo (BRA) 7.00
9: Joel Parkinson (AUS) 13.20 x Kanoa Igarashi (JAP) 1.10
10: Jesse Mendes (BRA) 7.17 x Wade Carmichael (AUS) 2.84
11: Joan Duru (FRA) 8.20 x Michael Rodrigues (BRA) 4.86
12: Kelly Salter (EUA) 15.60 x Filipe Toledo (BRA) 6.77

Round 4
1: Ryan Callinan (AUS), Jordy Smith (AFS), Conner Coffin (EUA)
2: Michel Bourez (TAH), Sebastian Zietz (HAV), Gabriel Medina (BRA)
3: Yago Dora (BRA), Julian Wilson (AUS), Joel Parkinson (AUS)
4: Jesse Mendes (BRA), Joan Duru (FRA), Kelly Slater (EUA)

Veja também

Vale o acesso à Série B: Santa recebe o Brusque, pelo duelo final do quadrangular da Série C
Futebol

Vale o acesso à Série B: Santa recebe o Brusque, pelo duelo final do quadrangular da Série C

“Não dá tempo para lamentar, não pode abaixar a cabeça”, diz Jair Ventura após derrota do Sport
Sport

“Não dá tempo para lamentar, não pode abaixar a cabeça”, diz Jair Ventura após derrota do Sport