Elite do Campeonato Brasileiro liga as turbinas

Competição começa neste sábado com várias novidades, entre elas o uso do VAR e aplicação de novas regras

Palmeiras foi campeão da Série A no ano passadoPalmeiras foi campeão da Série A no ano passado - Foto: Ale Frata/Codigo19

O Campeonato Brasileiro da Série A começa neste final de semana com a partida entre São Paulo x Botafogo, neste sábado, às 16h, no Morumbi. Entre favoritos ao título e candidatos ao rebaixamento, a competição nacional terá novidades. A partir deste ano, o certame organizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) contará com o VAR (árbitro de vídeo) e aplicação de novas regras do futebol.

O Brasileirão tem seus favoritos, pelo menos no papel. Cruzeiro, Flamengo, Grêmio e Palmeiras despontam como os principais candidatos ao título, assim como em 2018 - ano em que o alviverde paulista levantou o troféu. Entretanto, estes times terão que conciliar o Nacional com outras duas competições: Copa do Brasil e Libertadores. Fato que pode fazer estas equipes repensarem suas prioridades ao longo da temporada. Correndo por fora, Atlético-MG, Corinthians, Inter, Santos e São Paulo prometem dar trabalho na competição.

Sem nenhum representante de Pernambuco, equipes como CSA e Fortaleza reforçam o Nordeste na Série A, juntando-se a Bahia e Ceará. Como primeira meta, brigam para se manter na elite. Enquanto os alagoanos voltam a figurar entre os principais clubes do Brasil depois de 31 anos, o Tricolor do Pici chega à Primeira Divisão como campeão da Série B sob o bom trabalho realizado por Rogério Ceni. O técnico, inclusive, teve proposta do Galo mineiro, mas recusou pra disputar o campeonato pela equipe cearense. Vasco, Fluminense e Botafogo tentam fazer uma campanha mais tranquila que as que tiveram em 2018.

Leia também:
Infantino falará com Bolsonaro sobre mundial do Palmeiras

Como novidade, a edição deste ano do Brasileirão passará a contar com o VAR. Usado na reta final dos principais estaduais do País, a tecnologia funcionará em todos os 380 jogos do campeonato. Ele poderá ser acionado em quatro ocasiões: gol, pênalti, cartão vermelho e erro de identificação (ajudar o árbitro a corrigir um cartão dado de forma errada). A intenção é deixar o jogo mais "justo".

A partir desta temporada, jogadores, técnicos e torcedores terão que se acostumar com as mudanças na regra estipulada pela International Football Association Board (IFAB), em março. Ao todo são 12 novidades, confira:

- Assim como os atletas, os técnicos poderão ser advertidos com os cartões amarelo e vermelho;

- O juiz não precisará interromper uma cobrança rápida de falta, que resulte em ataque perigoso, para aplicar um cartão ao jogador;

- Na cobrança de pênalti, o goleiro poderá ficar apenas com um pé sobre a linha abaixo das traves;

- O tiro de meta não precisa mais ser batido para fora da área. Ou seja, o zagueiro pode receber a bola dentro da área defensiva de sua equipe;

- Para dar dinâmica ao jogo e evitar catimba, a IFAB deciciu que os jogadores substituídos terão que sair pela linha do campo mais próxima a ele;

- Gols marcados com a mão ou oportunidades de gol criadas depois de ganhar a posse da bola com a mão, mesmo que de forma acidental, não - devem mais ser permitidas e a falta deve ser marcada imediatamente;

- Não terá mais bola ao chão. A redonda será devolvida ao último jogador que a tocou. Em lances que a bola bater no árbitro, ela será devolvida ao time que a possuía;

- Quando houver três ou mais jogadores na formação da barreira, atletas adversários deverão estar a um metro de distância dela. Em descumprimento da regra, o atleta poderá ser penalizado;

- O cartão amarelo dado a um jogador por celebrar ilegalmente um gol (como tirar a camisa) será mantido mesmo que o gol venha ser anulado por qualquer motivo;

- O juiz poderá definir entre um intervalo que varia de 90 segundos a três minutos para que os jogadores possam resfriar seus corpos por conta das condições climáticas como, por exemplo, a temperatura elevada;

- A IFAB permitiu aos jogadores usarem peças de roupa embaixo da camisa do time, com mangas multicoloridas e com desenhos, se eles respeitarem as diretrizes do clube e o padrão do uniforme;

- O jogador que ganhou no sorteio o direito de escolher para qual lado do campo ele começa atacando, poderá agora também decidir quem começa o jogo com a posse de bola.

Veja também

Vale o acesso à Série B: Santa recebe o Brusque, pelo duelo final do quadrangular da Série C
Futebol

Vale o acesso à Série B: Santa recebe o Brusque, pelo duelo final do quadrangular da Série C

“Não dá tempo para lamentar, não pode abaixar a cabeça”, diz Jair Ventura após derrota do Sport
Sport

“Não dá tempo para lamentar, não pode abaixar a cabeça”, diz Jair Ventura após derrota do Sport