Futebol

Em briga direto pelo G4, Náutico encara o Vasco

Timbu e Cruzmaltino estão próximos da zona de acesso à Série A

Caio DantasCaio Dantas - Foto: Tiago Caldas/CNC

Deixando o “clubismo” de lado, qualquer torcedor de um dos 20 representantes da Série B do Campeonato Brasileiro 2021 sabe que, nesta 31ª rodada, a partida mais acirrada e com mais conteúdo envolvendo a disputa pelo G4 é entre Náutico e Vasco, neste domingo (24), nos Aflitos. Dois times postulantes ao acesso à Série A. Ambos, porém, fora do grupo dos quatro melhores, mas com uma distância que ainda permite sonhar. O Timbu vem de três triunfos consecutivos, ocupando a nona colocação, com 44 pontos. O Cruzmaltino venceu quatro dos últimos cinco duelos, posicionado no sexto lugar, com 46. Uma vitória pode deixar mais real a possibilidade de terminar na parte de cima da tabela, enquanto uma derrota pode frustrar a meta de voltar à elite no ano que vem.

"Não vou frisar que tudo será definido nesta partida, mas sabemos que a conquista de três pontos é fundamental. Vamos trabalhar como se fosse o último jogo de nossas vidas”, disse o técnico do Náutico, Hélio dos Anjos. Diante do Vasco, o comandante reforçou que a equipe terá a mesma postura tática característica da equipe, com marcação alta e pressão no campo ofensivo. Modelo que, segundo o próprio Hélio, também traz consequências negativas.

“Temos uma estrutura tática que faz com a gente corra muitos riscos e, em cima disso, o adversário pode aproveitar. Mas ou você tem mobilidade ofensiva, ou é reativo, entregando a bola, com um nível menor de gols tomados, mas também de gols feitos. Esse risco é baseado naquilo que hoje é a característica principal do Náutico. Estou satisfeito com o nosso estilo de jogo porque a performance está boa”, explicou.

Após cumprirem suspensão automática na rodada anterior, o volante Rhaldney e o atacante Vinícius voltam ao time. Na zaga, Camutanga recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora. Yago deve formar a defesa com Rafael Ribeiro. 

Vasco

Diante de um adversário que vem embalado após a chegada do técnico Fernando Diniz e capitaneado pela dupla Nenê e Cano, Hélio destaca que não imagina o Cruzmaltino com uma postura reativa nos Aflitos. 

“O Vasco não joga em contra-ataque. O modelo de jogo de Diniz é diferente. O time trabalha bem a bola, faz uma evolução desde a saída, com triangulações. Tive uma reunião com o departamento de análise e por uma hora ‘deciframos’ o Vasco”, declarou.

Ficha técnica

Náutico
Anderson; Hereda, Yago, Rafael Ribeiro e Júnior Tavares; Rhaldney, Matheus Jesus e Jean Carlos; Jailson, Vinícius e Caio Dantas. Técnico: Hélio dos Anjos

Vasco
Lucão; Zeca, Ricardo Graça, Leandro Castan e Riquelme; Bruno Gomes, Morato, Nenê, Marquinhos Gabriel e Gabriel Pec; Cano. Técnico: Fernando Diniz.

Local: Aflitos (Recife/PE)
Horário: 16h
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR). Assistentes: Bruno Boschilia e Victor Hugo Imazu dos Santos
Transmissão: Globo, SporTV

Veja também

Uniforme novo do Santa Cruz vaza nas redes sociais; confiraSanta Cruz

Uniforme novo do Santa Cruz vaza nas redes sociais; confira

Indicada ao Prêmio Inspire, Etiene Medeiros quer motivar outras mulheresReconhecimento

Indicada ao Prêmio Inspire, Etiene Medeiros quer motivar outras mulheres