Futebol

Em carta, pernambucanos e outros 21 clubes pedem mais igualdade de receita na Libra

Clubes também informaram que não irão participar da reunião marcada para esta quinta-feira (12) na CBF

Sport e Náutico disputam a Série B do BrasileiroSport e Náutico disputam a Série B do Brasileiro - Foto: Tiago Caldas/CNC

Diante de todo imbróglio envolvendo a criação da nova liga do futebol brasileiro, 23 clubes - entre eles Náutico e Sport - de quatro regiões do País resolveram se manifestar através de uma carta na tarde desta segunda-feira (9). Eles reafirmaram o interesse na formalização da Libra. Entretanto, com um padrão mínimo de igualdade nas condições de disputa, uma vez que sem os 40 clubes das séries A e B, o novo campeonato não sairá do papel.  

De acordo com os Signatários, alguns pontos precisam ser levados em consideração, pegando como exemplo os principais campeonatos domésticos do planeta, como Premier League, Bundesliga, La Liga, Serie A e Ligue 1

Na Inglaterra, 68% da receita é dividida de forma igual, somando todos os direitos domésticos, internacionais e de marketing. Nas ligas Alemã, Espanhola, Francesa e Italiana, 50% da receita é distribuída de forma igualitária. Ademais, a diferença de receita entre o primeiro e último clube de cada competição é da seguinte forma: Inglaterra (1.6x), Itália (2.1x), Alemanha (3.2x) e Espanha (3.5x).

Na primeira reunião, realizada na semana passada, em São Paulo, entre as principais divergências, estava a divisão dos recursos de TV. A proposta da Codajas prevê 40% de valores fixos, 30% variável por perfomance esportiva e 30% por audiência. Na ocasião, o grupo do Forte Futebol - grupo de dez clubes emergentes e que conta com o Atlético/MG como embaixador - se manifestou querendo que a distribuição seja de 50%-25%-25%.

Um próximo encontro para discutir a Libra está previsto para acontecer nesta quinta-feira (12). Porém, os 23 clubes da carta informaram que não se farão presentes na sede da CBF. Eles afirmam que irão se reunir na segunda-feira (16), também no Rio de Janeiro, para formalizar o compromisso em busca de uma composição equilibrada para todos os envolvidos. 

Os Signatários reforçam que um encontro com os oito clubes que assinaram o documento da Codajas - RB Bragantino, Corinthians, Flamengo, Palmeiras, Santos, São Paulo, Cruzeiro e Ponte Preta - pode acontecer em breve, no intuito de apresentar e debater a proposta informada na carta divulgada nesta segunda. 

Confira a proposta e os clubes que assinaram a carta:

(i) Divisão de receita de 50% igualitário, 25% performance e 25% comercial, com parâmetros objetivos e mensuráveis;

(ii) Diferença de receita entre maior e menor clube tendo como alvo o limite de 1.6 ao longo do tempo (referência Premier League), com o teto de 3.5 a partir do primeiro ano;

(iii) Compromisso de que a Série B receba 20% dos recursos de venda de direitos de transmissão.

Clubes

América Futebol Clube
Associação Chapecoense de Futebol
Atlético Clube Goianiense
Avaí Futebol Clube
Brusque Futebol Clube
Ceará Sporting Club
Centro Sportivo Alagoano – CSA
Club Athletico Paranaense
Clube de Regatas Brasil – CRB
Clube Náutico Capibaribe
Coritiba Foot Ball Club
Criciúma Esporte Clube
Cuiabá Esporte Clube
Esporte Clube Juventude
Fluminense Football Club
Fortaleza Esporte Clube
Goiás Esporte Clube
Londrina Esporte Clube
Operário Ferroviário Esporte Clube
Sampaio Corrêa Futebol Clube
Sport Club do Recife
Tombense Futebol Clube
Vila Nova Futebol Clube

Veja também

Em noite de chuva, torcedor do Sport "mergulha" na arquibancada da Ilha do Retiro; veja vídeo
Futebol

Em noite de chuva, torcedor do Sport "mergulha" na arquibancada da Ilha do Retiro; veja vídeo

Tandara pega quatro anos de suspensão por doping
Vôlei

Tandara pega quatro anos de suspensão por doping