A-A+

Em clássico, Chelsea e Arsenal decidem Liga Europa

Confronto londrino vai opor nesta quarta-feira, às 16h, o terceiro e o quinto colocado da última Premier League

Hazard e Aubameyang, principais atrações da finalHazard e Aubameyang, principais atrações da final - Foto: AFP

Em um cenário exótico como Baku, a capital do Azerbaijão, Chelsea e Arsenal jogam nesta quarta-feira, às 16h, a final da Liga Europa, sem um claro favorito, um clássico londrino que vai opor o terceiro e o quinto colocado da última Premier League.

Antes da grande decisão entre Liverpool e Tottenham na Liga dos Campeões, no sábado em Madri, a conquista inglesa da Europa começa assim a quase 4.000 km do Big Ben.

O Azerbaijão vai receber uma legião de torcedores que sonham com a conquista do segundo maior troféu continental disputado entre clubes europeus.

De um lado, os "Blues", que esperam faturar o que pode ser o último título com a estrela belga Eden Hazard vestindo a camisa do clube já que ele pode ser transferido ao Real Madrid, depois de sete anos bem sucedidos em Stamford Bridge.

Do outro, os "Gunners" que, para recuperar o brilho perdido, precisam ganhar para garantir a classificação para a próxima Champions, após terminar apenas em quinto na Premier League. No comando do time está o espanhol Unai Emery, especialista em vencer a competição, façanha que conseguiu três vezes com o Sevilla.

"Temos que lutar. Eles terminaram na frente do nosso time este ano e no ano passado. Nossa ambição é reduzir a distância em relação a eles em todas as competições. Esta final representa nossa primeira possibilidade", garantiu o treinador espanhol.

Leia também:
Arsenal e Chelsea confirmam domínio inglês inédito na Europa

Pressão sobre Emery

Emery tem muito em jogo já que a pressão está sobre sua equipe. Uma derrota condenaria a mais um ano de transição, no momento em que seus rivais do oeste de Londres já alcançaram um dos objetivos, se classificando para a Liga dos Campeões com seu terceiro lugar na Premier League. Mas este título faria o técnico basco entrar para a história do Arsenal.

Emery encontrou fez sua mágica na Europa League, transformando a dupla Pierre Emerick Aubameyang-Alexandre Lacazette em um monstro de duas cabeças de grande eficácia. Os dois atacantes marcaram os oito últimos gols da equipe na competição, e com isso eliminaram dois adversários difíceis: o Napoli nas quartas e o Valencia nas semifinais.

O técnico regenerou uma equipe acostumada a perder torneios continentais, com um só título da Recopa da Europa em 1994.

Após as finais perdidas da Europa League em 2000 e na Champions em 2006, o Arsenal volta à cena europeia, e seus torcedores de Londres e também da vizinha Ásia, viajam a Baku esperançosos, especialmente também porque a vitória os classificaria para a próxima Liga dos Campeões.

"Para nós o primeiro objetivo é este título, depois é conseguir uma vaga na Champions", disse nesta terça-feira na coletiva de imprensa.

Mas como em um filme, o vizinho pode ser o mais temido vilão. Ao jogo de contra-ataque dos Gunners, Maurizio Sarri opõe uma defesa sólida, a terceira menos vazada da Inglaterra, e o maior goleador da competição, o francês Olivier Giroud (10 gols). Os torcedores dos Gunners têm também na memória a cruel eliminação diante dos Blues nas quartas de final da Liga dos Campeões de 2004.

Kanté é dúvida 

O técnico italiano do Chelsea dispõe de um dos melhores jogadores do mundo neste momento, o belga Eden Hazard, que fez sua melhor temporada com 16 gols e 15 assistências na Premier League e que sonha em ganhar uma segunda Liga Europa, após a que foi conquistada em 2013, antes de se transferir provavelmente para o Real Madrid.

"Para mim, uma boa temporada não é marcar 40 gols, é ganhar algum título no final. Não miro só as estatísticas", afirmou Hazard.

A única dúvida no Chelsea é a presença de N'Golo Kanté, com um incômodo no joelho. "É o único meia-defensivo que temos. Estamos tentando recuperá-lo (...) Vamos tentar até o último momento. Neste momento ele está 50%", explicou o técnico italiano.

Quanto às torcidas o clima no estádio não será o esperado já que muitos desistiram de comprar devido ao alto preço dos ingressos para assistir o jogo na distante Baku, que vai receber quatro partidas da Eurocopa-2020, inclusive uma das quartas de final.

Segundo a imprensa inglesa, os dois clubes devolveram a metade dos 12.000 ingressos que foram destinados a cada um.

Tampouco irá a Baku o jogador armênio do Arsenal Henrikh Mkhitaryan, que decidiu não viajar por razões de segurança, devido às tensões diplomáticas entre o Azerbaijão e seu país natal.

 

Veja também

Náutico divulga protocolo para o torcedor que for ao jogo contra o CRB, na Arena
Náutico

Náutico divulga protocolo para o torcedor que for ao jogo contra o CRB, na Arena

Classificados definidos: veja como ficaram os grupos do quadrangular de acesso da Série C
Série C

Classificados definidos: veja como ficaram os grupos do quadrangular de acesso da Série C