Série B

Em disputa acirrada contra queda, Náutico duela com Vitória, nos Aflitos

Bola estará rolando nesta quarta-feira, às 19h, em jogo que marca a volta de Hélio dos Anjos ao campo alvirrubro

Hélio dos Anjos busca corrigir erros do NáuticoHélio dos Anjos busca corrigir erros do Náutico - Foto: Caio Falcão / CNC

Depois de três derrotas consecutivas como visitante, o Náutico está de volta aos Aflitos nesta quarta-feira. Em jogo decisivo para se recompor emocionalmente e na tabela, o Timbu recebe o Vitória, às 19h, no reencontro de Hélio dos Anjos com a casa dos alvirrubros. O clássico entre pernambucanos e baianos é mais um capítulo na saga da fuga do rebaixamento. Os rubro-negros estão situados uma posição acima do rival e, se triunfarem, aumentam a distância para oito pontos. Do outro lado, o prejuízo de um novo revés, nas atuais circunstâncias, complica até as projeções mais otimistas.

Sem acompanhar atuações empolgantes há algum tempo, o torcedor alvirrubro pode se apoiar no retrospecto favorável em casa. No total, houveram 16 embates em solo recifense entre Náutico e Vitória. E o time pernambucano tem uma ampla vantagem: 9 vitórias, 3 empates e 4 derrotas. Mais especificamente na Série B, o histórico é excelente, com dois triunfos em dois jogos. No primeiro encontro nesta edição, no Barradão, as equipes empataram sem gols.

No entanto, para os números não diminuírem, será necessário as reposições darem conta do recado. Isso porque três jogadores já estão descartados do jogo por lesão: Dudu (lesão na coxa direita), Vinícius e Paiva (ambos com lesão na coxa esquerda). Se levar em conta quem enfrentou o CRB, na rodada passada, a única modificação pode ser no lado esquerdo, onde Álvaro foi alvo de elogios do técnico Hélio dos Anjos e pode ser acionado no lugar de Dadá Belmonte.

Os problemas não acabam por aí. No meio de campo, Bustamante e Jhonnathan alegam dores, no adutor da coxa e tornozelo, respectivamente. O boliviano será reavaliado ainda nesta quarta para observar as condições de jogo. Caso contrário, o técnico alvirrubro tem o recém-contratado Renan Foguinho, que ainda não estreou, e Ruy, como uma alternativa ofensiva. 

Vitória
Com um retrospecto negativo quando enfrenta o Náutico no Recife, o Leão da Barra tem um agravante: ainda não venceu fora de casa nesta Segundona. O time também viveu dias turbulentos ultimamente, com a rescisão do lateral Thiago Carleto, após ser afastado por desavenças com o grupo. O técnico Eduardo Barroca não terá o atacante Alisson Farias, em processo de transição física, mas o companheiro de ataque Vica está recuperado e vira opção.

FICHA TÉCNICA

Náutico
Jefferson; Bryan, Ronaldo Alves, Camutanga e William Simões; Rhaldney, Renan Foguinho (Bustamante) e Jean Carlos; Erick, Álvaro e Kieza. Técnico: Hélio dos Anjos.

Vitória
Ronaldo; Léo, Wallace, Maurício Ramos e Rafael Carioca; Guilherme Rend, Matheus Frizzo e Fernando Neto; Thiago Lopes, Vico e Léo Ceará. Técnico: Eduardo Barroca.

Local: Aflitos (Recife/PE)
Horário: 19h
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Pablo Almeida da Costa e Fernanda Nândrea Gomes Antunes (ambos MG)
Transmissão: Premiere

Veja também

'Sempre fomos competitivos', afirma Jair Ventura ao completar cinco meses de Sport
Sport

'Sempre fomos competitivos', afirma Jair Ventura ao completar cinco meses de Sport

Chelsea demite técnico Frank Lampard e Tuchel é o mais cotado para a vaga
Futebol Internacional

Chelsea demite técnico Frank Lampard e Tuchel é o mais cotado para a vaga