Série D

Em jogo movimentado, Afogados perde por 2x0 para o Campinense

Jogando fora de casa, a Coruja conheceu sua primeira derrota no Grupo 3 da Série D

Afogados é derrotado por 2x0 para o Campinense, no AmigãoAfogados é derrotado por 2x0 para o Campinense, no Amigão - Foto: Dan Lins

O dia não foi dos melhores para a Coruja. Atuando longe de seus domínios, o Afogados foi derrotado por 2 a 0 para o Campinense e conheceu sua primeira derrota no Campeonato Brasileiro da Série D, neste sábado (26), no Amigão, em Campina Grande. Em partida válida pela segunda rodada do Grupo 3, o time sertanejo tentou segurar a Raposa, mas abusou dos erros de passe e finalização. Com o resultado, o time comandado por Adelmo Soares desceu um degrau na classificação, e agora ocupa a terceira colocação com três pontos. 

O jogo

O duelo começou movimentado, mas as primeiras iniciativas dos dois lados não assustaram, até os 13. Em bola flutuada na área, o veterano Fábio Júnior ajeitei o corpo e cebeceou bem, mas a bola passou por cima. 

O gol parecia maduro para os donos da casa, faltava apenas lapidar a bola no momento da finalização. E foi o que aconteceu. Dois minutos depois, o camisa nove puxou para a perna esquerda e bateu sem defesa para Andrey. Aos 17, Denis respondeu, mas parou no pé da trave direita do goleiro Waldson. 
 

Depois do gol, a Raposa não engatou. Pelo contrário, não conseguiu mais se desvencilhar das ações de jogo dos pernambucanos, e apostou nas ações defensivas para segurar o placar até o intervalo. Ao perceber a dificuldade dos paraibanos, o Afogados tentou ser mais agressivo, mas a vontade de Candinho na frente não foi suficiente. 

Sem ímpeto no quinto terço do campo, a Coruja até tentou se impor ofensivamente, mas pecou no último passe. Chances, até teve, mas não conseguiu traduzir nenhuma em gol. O sistema defensivo da equipe comandada por Adelmo Soares também passou batido no Amigão.

O cenário do confronto não sofreu grandes mudanças na segunda etapa. Mesmo com algumas alterações, o Afogados repetiu os mesmos deslizes defensivos e permitiu que o rubro-negro paraibano ampliasse o placar, novamente com Fábio Júnior, aos 10 minutos. 

Ao perceber as carências do ataque, o treinador do tricolor sertanejo lançou Júnior Mandacaru no decorrer da partida. E foi dos pés do ataque que surgiram as melhores oportunidades para os pernambucanos. Aos 39, o ofensivo apareceu sozinho na frente, e, com o gol aberto, perdeu a melhor chance do Afogados no jogo. Quatro minutos mais tarde, Mandacaru acertou bom chute de fora da área, mas não balançou as redes. 

O próximo compromisso dos sertanejos será na quarta-feira (30), contra o líder Globo/RN, no Vianão, pela terceira rodada da Série D.

Veja também

Náutico faz acordo com Ricardo Berna e evita mais um leilão da garagem do Remo
Futebol

Náutico faz acordo com Ricardo Berna e evita mais um leilão da garagem do Remo

Patric analisa reencontro com Atlético/MG e diz que é "tempo de sacrifício" no Leão
Futebol

Patric analisa reencontro com Atlético/MG e diz que é "tempo de sacrifício" no Leão