Vôlei

Em jogo muito equilibrado, Brasil vence Argentina no tie-break na Liga das Nações de Vôlei

No Maracanãzinho, Seleção Masculina iniciou vencendo, sofreu a virada e precisou virar novamente

Com 17 pontos, Lucarelli foi nome fundamental para a virada brasileira diante da Argentina, na Liga das Nações de VôleiCom 17 pontos, Lucarelli foi nome fundamental para a virada brasileira diante da Argentina, na Liga das Nações de Vôlei - Foto: Maurício Val/FV Imagens/CBV

Qualquer que seja a disputa, Brasil e Argentina produzem um duelo à parte. Nesta quinta-feira (21), pela disputa da Liga das Nações de Vôlei, a equipe comandada por Bernardinho sofreu, se reergueu e fechou o confronto contra o hermanos por 3x2, no ginásio do Maracanãzinho. 


1º set - 25x13 

Logo no primeiro set, o Brasil apresentou tudo aquilo que o torcedor não viu na estreia contra Cuba. Com um grande volume em quadra, a Seleção conseguiu defender melhor, tendo um bloqueio mais eficiente e uma defesa mais presente. Além disso, contando com uma atuação mais consistente do oposto Darlan, que apenas na primeira parcial quase igualou a mesma pontuação do jogo anterior. 

2º set - 20x25 

No segundo set, a Argentina conseguiu entrar no jogo novamente. Com cinco pontos de Palonsky e uma boa atuação do líbero Danani, a equipe visitante conseguiu levar problemas para o time brasileiro e venceu a segunda parcial. 

3º set - 19x25 

Um fator que foi fundamental no set anterior e que seguiu fazendo influência no terceiro foi o saque. Pelo lado argentino, esse fundamento esteve bem encaixado e levando problemas ao passe brasileiro. Já a recíproca não era verdadeira e o levantador De Cecco teve muita tranquilidade para acionar seus companheiros, que conseguiram virar a partida. 

4º set - 25x23

Pressionado pelo resultado, Bernardinho partiu para ajustar o que havia de errado em quadra. O Brasil passou a contar com uma maior presença do bloqueio e ainda viu uma melhora significativa do ponteiro Lucarelli, que anotou sete pontos nesta parcial, muitos deles acontecendo na saída de rede. 
 

5º set - 15x11 

Embalado pela torcida, o Brasil conseguiu manter o ritmo comandado pelo levantador Fernando Cachopa. O camisa 14 teve tranquilidade para escolher os melhores ataques, acionando Lucarelli e Darlan no tempo certo. 
 

 

Veja também

Argentina vence Colômbia e se torna maior campeã da Copa América
Copa América

Argentina vence Colômbia e se torna maior campeã da Copa América

Sem dificuldades, Náutico goleia Figueirense e se aproxima do G-8 da Série C
Náutico

Sem dificuldades, Náutico goleia Figueirense e se aproxima do G-8 da Série C

Newsletter