Série D

Em noite trágica de Michael, Santa Cruz sofre virada e perde para o Sousa no Marizão

Goleiro coral falhou no segundo gol dos paraibanos e ainda foi expulso no Marizão

Sousa 2x1 Santa CruzSousa 2x1 Santa Cruz - Foto: mersinmarvin

Sete jogos. Um mês e meio de invencilidade. Cinco partidas seguidas sem sofrer gols. Estes eram os números do Santa Cruz antes de entrar em campo na noite desta quarta-feira (28), no Marizão, diante do Sousa, pela 10ª rodada da Série D. No entanto, no confronto entre o melhor ataque e a melhor zaga do Grupo 3, os três pontos ficaram com os donos da casa. Em noite trágica de Michael, o Tricolor do Arruda perdeu de virada para o Dinossauro, por 2x1, e caiu para a vice-liderança da chave, estacionando nos 18 pontos. 

Retrô empata

No outro jogo de um pernambucano na Série D, o Retrô, na Arena de Pernambuco, manteve a invencibilidade ao ficar no 1x1 com o Jacuipense. O time de Camaragibe saiu na frente com Giva, mas cedeu o empate aos baianos na etapa complementar. A Fênix é a líder do Grupo 4, com 20 pontos.

O jogo do Santa Cruz

O primeiro tempo no Marizão esteve longe de deixar os torcedores de Sousa e Santa Cruz empolgados. No entanto, os donos da casa foram responsáveis por dominar as ações, mesmo com a falta de efetividade. Foram várias as investidas do Dinossauro que pararam na melhor defesa do grupo 3. A principal chegada dos paraibanos aconteceu em chute de média distância. Aos 22, Lopeu finalizou e acertou o poste direito de Michael. Em seguida, Carlos Vitor bateu colocado buscando o ângulo esquerdo e assustou os tricolores. A melhor e única oportunidade coral saiu dos pés de Emerson Galego. O camisa 11 tentou de fora da área, mas viu João Vitor espalmar para escanteio. 

Sem criação ofensiva, Felipe Conceição optou por voltar do intervalo com Chiquinho na vaga do apagado Pipico. E diante de uma etapa complementar animada, a modificação surtiu efeito logo na primeira chegada coral. Aos 14, o camisa 10 finalizou cruzado e Lucas Silva apareceu para empurrar para as redes, contando com a colaboração do goleiro João Vitor. 

A felicidade tricolor, porém, não durou muito. Em dois lances oriundos de bola parada, o Sousa chegou à virada. Primeiro, aos 16, depois de bola levantada na área, a zaga do Santa Cruz afastou mal e Arthur Santos, que acabara de entrar, deu um toque sob Michael para empatar. Três minutos mais tarde, foi a vez de Luiz Henrique cobrar falta de longe e ver o goleiro coral falhar de forma bizarra ao tentar dar uma manchete. 

A noite no sertão paraibano não era mesmo de Michael. Aos 32 minutos jogados, o camisa 1 do Santa foi tentar interceptar um ataque promissor de Arthur Santos fora da área, mas acabou usando a mão e sendo expulso pela arbitragem. Nos acréscimos, Pingo também recebeu o vermelho, dificultando ainda mais a vida pernambucana longe do Recife. 

Ficha do jogo

Sousa 2
João Vítor; Guilherme Lucena (Gustavinho), Flávio Nunes, Marcelo Duarte e Herick Maceió; Histone, Alexandre Aruá, Gustavo Henrique e Carlos Vitor (Arthur Santos); Lopeu (Maicon Rangel) e Luís Henrique (Daniel Costa). Técnico: Renatinho Potiguar. 

Santa Cruz 1
Michael; Rhuan Rodrigues, Ítalo Melo, Guedes e Marcus Vinícius; Emerson Souza (Anderson Paulista), Wagninho (Pingo) e Nadson (Geaze); Lucas Silva, Emerson Galego (Miullen) e Pipico (Chiquinho). Técnico: Felipe Conceição. 

Local: Marizão (Sousa/PB)
Árbitro: Osimar Moreira da Silva Junior (GO) 
Assistentes: Gleydson Francisco e Wlademir Cunha Mendes (ambos da PB)
Gols: Lucas Silva, aos 14' do 2T (STA); Arthur Santos, aos 16', e Luiz Henrique, aos 19' do 2T (SOU)
Cartões amarelos: Gustavo Henrique, Arthur Santos (SOU); Emerson Galego (STA)
Cartão vermelho: Michael, Pingo (STA)

Veja também

Sorteio da Copa do Brasil 2024: Saiba onde assistir, horário e regras
FUTEBOL

Sorteio da Copa do Brasil 2024: Saiba onde assistir, horário e regras

Skatista Cego: conheça a trajetória de Fernando Araújo
Superação

Skatista Cego: conheça a trajetória de Fernando Araújo

Newsletter