A-A+

Santa Cruz

Em nota, Roberto Fernandes lamenta rebaixamento: "os problemas foram maiores"

Técnico tricolor divulgou pronunciamento nas redes sociais, após confirmação do descenso coral à Série D

Foto: Rafael Melo/Santa Cruz FC

Leia também

• Givanildo "cutuca" elenco do Santa Cruz na reta final: "Tem uns que dormem"

• Santa Cruz completa um mês com salaríos de jogadores e funcionários em aberto

• Por opção técnica, três meias do Santa Cruz não viajam com a equipe para enfrentar Tombense

• Floresta empata com Volta Redonda e Santa Cruz está matematicamente rebaixado para Série D

Horas após a confirmação do rebaixamento do Santa Cruz à Série D, com o empate na partida entre Floresta e Volta Redonda, o treinador Roberto Fernandes divulgou uma nota oficial nas redes sociais, voltada à torcida tricolor, lamentando não ter conseguido êxito no objetivo de salvar a equipe da queda. 

Na nota, o técnico afirmou que fez o máximo, mas que os problemas foram maiores do que em sua primeira passagem, em 2018 e elencou alguns dessas dificuldades encontradas, como lesões de atletas, erros de arbitragem e questões internas, mas deixou claro que o rebaixamento veio "com méritos" e "adequado à campanha". 

Roberto também revelou ter recusado três propostas de clubes da Série B, por respeito ao Santa Cruz. Encerrando a nota, o treinador destacou que a temporada 2022 já está sendo iniciada e o foco passa a ser a pré-Copa do Nordeste. O Tricolor aguarda o vencedor do confronto entre Treze e Floresta. O confronto valendo vaga no Nordestão ainda não tem data confirmada. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Roberto Fernandes (@tecnicorobertofernandes)

Confira a nota de Roberto Fernandes na íntegra: 

"Torcida Tricolor, Infelizmente o objetivo de livrar o Santa Cruz do rebaixamento, não foi possível dessa vez. O sentimento de frustração só não é maior do que a história e glórias deste gigante.

Fiz o máximo que um profissional pode fazer, mas infelizmente não foi suficiente, os problemas foram maiores, diferente de quando assumi o clube pela 1a vez, quando também estava no Z4 daquele ano, mas teve força de reação e classificou para fase final com uma rodada de antecedência… Muitas pessoas falaram que eu iria correr risco em assumir o clube nesta temporada… Mas para mim dirigir o Santa Cruz não é correr risco, pelo contrário é um prazer e oportunidade. 

Desde que assumi este desafio, recebi 3 propostas para dirigir clubes na série B, com condições melhores, mas em respeito ao clube e torcida, permaneci, sem usar isso para buscar benefícios próprios no clube. 

Desde o início do trabalho, enfrentei uma sucessão de problemas a cada semana, seja com lesões de atletas importantes, erros de arbitragem, e outras questões internas… fomos rebaixado com méritos, um resultado adequado à campanha, assumo a responsabilidade da parte que me cabe, mas todos tem suas responsabilidades, inclusive aqueles que já não estão mais no clube, mas nem por isso deixaram de contribuír para o resultado final…

Agora não adianta ficar apenas lamentando, isso é para os fracos, é reconhecer a queda, levantar a cabeça, corrigir os erros, e buscar dar a volta por cima, até porque a temporada 2022 para o clube começa daqui 30 dias com a seletiva para Copa do Nordeste. Deus nos Abençoe."

Veja também

Fifa convoca reunião com técnicos para debater Copa a cada dois anos
Futebol

Fifa convoca reunião com técnicos para debater Copa a cada dois anos

NBA começa nesta terça; veja o que esperar da temporada 2021/22
NBA

NBA começa nesta terça; veja o que esperar da temporada 2021/22