Em Olinda, mãe de Cléber Santana passa mal ao saber da morte do filho

Parentes estão abalados com morte do jogador pernambucano no acidente com o voo da chapecoense

Jair Bolsonaro (PSL)Jair Bolsonaro (PSL) - Foto: Mauro Pimentel / AFP

“Você conheceu algum cara bom? Pois talvez ele seja metade do que Cléber era. Ele era irmão, um pai”. Foi assim que o concunhado de Cléber Santana, Job Santana, definiu o ex-jogador pernambucano, que faleceu juntamente com mais de 70 pessoas após um acidente aéreo ocorrido na madrugada desta terça (29), na cidade de La Unión, próximo a Medellín, na Colômbia. O atleta defendia a Chapecoense e disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional.

“Eu falava diariamente com Cléber. Ele estava animado com a final do campeonato e voltaria para o Recife no dia 18 de dezembro para passar o final do ano aqui”, contou o concunhado. Marinalva Santana, mãe do ex- jogador que mora em Olinda, soube da tragédia pela televisão e precisou ser levada para o hospital. Os filhos do Cléber e a esposa estão em Chapecó.

“Eu estava dormindo quando recebi a mensagem. Não tive coragem de chegar perto para dar a notícia. Ela (mãe) já estava chorando muito. Todo final do ano ele vinha para cá. Meu pai faleceu cedo e tudo que tenho hoje eu agradeço ao Cléber. Ele foi um pai para mim”, frisou o irmão do ex-atleta, Cleibson Santana.

Veja também

Após punição, Sport é liberado para inscrever atletas
Futebol

Após punição, Sport é liberado para inscrever atletas

FPF lança tabela do Campeonato Pernambucano 2020
Futebol

FPF lança tabela do Campeonato Pernambucano 2020