Futebol

Em reformulação, Náutico visita nesta terça Oeste pela Série B

Timbu não vence há seis jogos e não marca gols há cinco, ocupando a 16ª posição, com 15 pontos

Jean Carlos, meia do NáuticoJean Carlos, meia do Náutico - Foto: Caio Falcão/CNC/Divulgação

A semana foi agitada no Náutico. Os tropeços consecutivos na Série B do Campeonato Brasileiro 2020 levaram o clube a fazer uma reformulação. Começando pela saída do gerente de futebol, Ítalo Rodrigues. Atletas como o zagueiro Fernando Lombardi, o volante Josa e o centroavante Salatiel deixaram a equipe. O atacante Vinícius, indicação de Kleina, foi contratado e mais outros devem chegar. A diretoria admitiu o erro no planejamento e prevê que, com essas mudanças e mais algumas que acontecerão nos próximos dias, o Timbu retomará o caminho das vitórias para manter vivo o sonho do acesso. Objetivo que pode ter o primeiro passo dado nesta terça (20), contra o Oeste, na Arena Barueri.

O Náutico é o 16º colocado da Série B. Há seis partidas, o Timbu não sabe o que é vencer - igualando o maior período de jejum de triunfos em 2020, obtido ao somar o duelo pela semifinal do Campeonato Pernambucano, contra o Santa Cruz, e o das cinco primeiras rodadas da Segundona. Para piorar, o time está há cinco confrontos sem balançar as redes. Algo que não acontecia desde a Série A de 2013. Mais de um mês sem comemorar gols.

Na visão do técnico Gilson Kleina, o Náutico precisa melhorar o lado psicológico. “Quando a gente passa por um momento difícil como esse que estamos passando, uma das coisas que a experiência pede é simplificar. Extrair o melhor de cada atleta. A conversa é muito importante, ora coletiva, ora individual, porque nesse momento tem jogadores que crescem e tem jogadores que sentem. A personalidade é importante. O fato de colocar mais pressão onde existe pode gerar um bloqueio”, afirmou.

“O lado emocional é muito importante, então é uma coisa que a gente também está cuidando, conversando com os atletas, dizendo que nós temos que competir do início ao fim, não desistir nunca, jamais. Se acontecer de sair atrás, nós temos condições de superar e reagir. Isso já aconteceu no campeonato. Saímos atrás contra o Guarani, mas conseguimos nossa primeira vitória fora de casa. Temos ingredientes que mostram que nosso time pode se superar”, completou.

Para o duelo, uma das novidades é a volta do zagueiro Ronaldo Alves. O jogador se recuperou de uma lesão no tendão de Aquiles e fica à disposição de Kleina. Outro que também pode estrear é o atacante Vinícius. 

Oeste

A situação do Náutico é ruim, mas a do Oeste é pior. Os paulistas estão na lanterna da competição, com sete pontos, e não vencem há sete rodadas. 

Ficha técnica

Oeste

Caíque Rocha; Matheus Rocha, Matheus Dantas, Caetano e Salomão; Caio Vinícius, Lídio e Éder Sciola ; Mazinho, Madson e Kauá Jesus. Técnico: Sérgio Alexandro

Náutico

Jefferson; Hereda, Carlão, Camutanga e Willian Simões; Rhaldney, Jhonnatan, Jorge Henrique e Jean Carlos; Erick e Kieza. Técnico: Gilson Kleina

Local: Arena Barueri (Barueri/SP)
Horário: 19h15
Árbitro: Douglas Schwengber da Silva (RS). Assistentes: Mauricio Coelho Silva Penna e Luiza Naujorks Reis (ambos do RS)
Transmissão: Premiere FC

Veja também

Na imaginação: o dia em que Pelé "contratou" Maradona para o Santos
Luto

Na imaginação: o dia em que Pelé "contratou" Maradona para o Santos

Após atuar 90 minutos, William Alves explica recuperação da Covid-19 e cita readaptação
Santa Cruz

Após atuar 90 minutos, William Alves explica recuperação da Covid-19 e cita readaptação