Futebol

Em seu aniversário de 108 anos, Santa Cruz recebe parabéns de rívais e clubes internacionais

Além de Sport e Náutico, Wolfsburg e Chacarita prestaram suas homenagens ao Tricolor do Arruda

Torcida do Santa Cruz no Arruda durante partida na Série B 2017Torcida do Santa Cruz no Arruda durante partida na Série B 2017 - Foto: Flávio Japa/Arquivo Folha

O Tricolor do Arruda completa, nesta quinta-feira (03), 108 anos de existência. Um novo capítulo em uma caminhada  que vai de um grupo de jovens que jogavam futebol próximo a igreja do Santa Cruz, que nomeia o clube, a um dos maiores símbolos do futebol nordestino. Nesta manhã, os rivais, Náutico e Sport, além de outros clubes do cenário nacional e internacional parabenizaram a Cobra Coral.

Utilizando a #FuteboldePaz, em protesto aos constantes conflitos entre as torcidas organizadas, os clubes publicaram as congratulações em seus perfis oficiais no Twitter. As homenagens não ficaram apenas em pernambuco, já que o clube Chacarita Juniors, da Argentina, e Wolfsburg, da Alemanha, também desejaram feliz aniversário para o Tricolor do Arruda. 

Ocorre também nesta quinta, pela parte da manhã, uma missa na sede do clube, em celebração a data. Além disso, outra tradição que será seguida é o toque da sirene, que acontecerá às 19h14, em homenagem ao ano de fundação do clube, para não atrapalhar a concentração dos atletas para o jogo contra o Afogados. 

Embora a festa nas redes sociais tenha ganhado destaque e figurado entre os assuntos mais comentados do twitter, dentro de campo a bola corre o risco de rolar silenciosa, por conta da possível proibição de público no estádio do Arruda, por problemas estruturais. O jogo está marcado para às 20h30, e é válido pela primeira rodada do Campeonato Pernambucano. 

Veja também

Daniel Alves preso, Robinho solto: entenda por que ex-jogadores vivem situações jurídicas distintas
ex-jogadores

Daniel Alves preso, Robinho solto: entenda por que ex-jogadores vivem situações jurídicas distintas

Entenda por que São Paulo continuará pagando Daniel Alves, condenado a quatro anos de prisão
CASO DANIEL ALVES

Entenda por que São Paulo continuará pagando Daniel Alves, condenado a quatro anos de prisão