Embalado, Brasil encara Peru nesta terça-feira

A meta é fechar ano na liderança das eliminatórias e se manter invicto na Era Tite

Professor Lupércio (SD) é o prefeito de OlindaProfessor Lupércio (SD) é o prefeito de Olinda - Foto: Alfeu Tavares/Folha de Pernambuco

 

Com um pé na Rússia graças à grande sequência de cinco vitórias seguidas, o Brasil encara nesta terça-feira (15) um Peru revigorado, em Lima, com a meta de fechar o ano mantendo a liderança das eliminatórias e os 100% de aproveitamento desde que Tite assumiu a Seleção. A sete rodadas do fim, Neymar e companhia somam 24 pontos, oito de vantagem sobre a Argentina, primeiro time da zona de classificação, derrotado por um contundente 3x0 na última quinta-feira, no Mineirão. Nessa situação confortável, carimbar a vaga para a Copa do Mundo de 2018 é mera formalidade.

Por ironia do destino, o próximo adversário será justamente um dos responsáveis pela chegada do ex-treinador do Corinthians ao cargo: foi com derrota por 1x0 para o Peru que o Brasil caiu na primeira fase da Copa América do Centenário, tornando praticamente inevitável a demissão de Dunga. Por coincidência, Tite igualou logo nos seus primeiros jogos a marca de cinco vitórias seguidas da primeira passagem do capitão do tetra à frente da Amarelinha, nas eliminatórias para o Mundial de 2010.

Com Tite no comando, os tempos são outros, o formato também. O balanço depois de cinco jogos é digno de elogios: foram 15 gols marcados, média de três por partida, e apenas um sofrido. O “chocolate” na Argentina na última rodada encheu a equipe de confiança e ainda ajudou a curar as feridas do fatídico 7x1, no mesmo estádio do Mineirão.

Com todos esses números expressivos, a seleção peruana, que ocupa apenas a oitava posição das eliminatórias, pode parecer presa fácil, mas os comandados de Ri­cardo Gareca mostraram na última rodada que ainda são capazes de rugir. Na última quinta-feira, voltaram a so­nhar com a primeira partici­pação em uma Copa do Mundo desde 1982 com a vitória histórica por 4x1 sobre o Paraguai, em pleno estádio Defensores del Chaco de Assunção.

Realista, Gareca sabe que sua tarefa não será nada fácil. “Vamos enfrentar um Brasil que vem com uma efetividade notável. Se quisermos ganhar, temos que mostrar nossa melhor ex­pressão e nos desdobrar na defesa e no ataque para amenizar o poderio do adversário”, analisou o treinador argentino.

O duelo desta terça terá um sabor diferente para Daniel Alves, que vestirá a camisa da seleção brasileira pela centésima vez. “Sem dúvida essa partida contra o Peru vai ser muito especial para minha carreira”, disse o lateral direito. A única mudança em relação à escalação usada contra a Argentina deve ser a presença de Filipe Luís na lateral esquerda, no lugar de Marcelo, suspenso.

 

Veja também

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana
Sulamericana

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana

Com mais testes, elenco do Santa vai se pondo sob medida para o 'estilo Martelotte'
Santa Cruz

Com mais testes, elenco do Santa vai se pondo sob medida para o 'estilo Martelotte'