Empenhados em fazer a Chape campeã

Atlético Nacional abre mão da disputa por título sul-americano. CBF também já teria solicitado divisão da taça entre equipes

Juiz Honório Gomes do Rego Filho foi eleito pelo Pleno do TJPE para o cargo de desembargador da Corte estadual.Juiz Honório Gomes do Rego Filho foi eleito pelo Pleno do TJPE para o cargo de desembargador da Corte estadual. - Foto: Divulgação/TJPE

 

O Atlético Nacional, en­tão adversário da Chapecoense na final da Copa Sul-Americana, soltou uma nota, ontem, solicitando à Conmebol que o título da competição seja entregue aos catarinenses. O texto foi escrito em tom de solidariedade aos parentes, amigos e torcedores das vítimas do voo, que deixou mais de 70 mortos. A entidade ainda não se posicionou em relação ao pedido. Também não há data para a confirmação do título ao clube brasileiro. Assim como o time colombiano, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sugeriu para a entidade que comanda o futebol sul-americano que a taça do torneio seja dividida entre os dois clubes, segundo informações do globoesporte.com. Com isso, o clube catarinense teria uma vaga na Copa Libertadores de 2017. A decisão em relação ao assunto, no entanto, não deve ser tomanda nem tão cedo.
“Depois de estar muito preocupado pela parte humana, pensamos no aspecto competitivo e queremos publicar esse comunicado no qual o Atlético Nacional pede para a Conmebol que o título da Copa Sul-Americana seja entregue à Associação Chapecoense de Futebol como louro honorário pela sua grande perda e em homenagem póstuma às vítimas do fatal acidente que dei­xa o nosso esporte de lu­to”, diz um trecho do texto publicado no site oficial do Atlético Nacional. “Da nossa parte, e para sempre, a Chapecoense é a campeã da Copa Sul-Americana”, encerra o comunicado.
A primeira partida entre as duas equipes seria disputada na noite de hoje, em Medellín. Mas em função da tragédia, os dois jogos foram suspensos por tempo indeterminado. A Conmebol inicialmente tinha afirmado que não iria se manifestar até uma reunião no fim de dezembro. A atitude do Atlético Nacional não foi a primeira em apoio ao rival. An­tes, convocou a torcida para uma homenagem e pediu para que as pessoas compareçam ao Estádio Atanásio Girardot - que seria pal­co do primeiro embate - nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), horário marcado para a partida de ida, com roupas brancas e velas nas mãos.
Em nome dos jogadores do Atlético Nacional, quem se posicionou foi o lateral Gilberto Garcia, em entrevista ao WinSportsTV. “O professor nos disse para dar muito valor a vida, para que fizéssemos uma reflexão, para que entendêssemos isso como um aviso de Deus para seguir melhorando em nossa vida pessoal”, disse. “Esperamos que a Conmebol decida. Nós queremos que declarem esta equipe (Chapecoense) como campeã. Conversamos entre nós. Não é uma decisão nossa, é do mundo do futebol. Esperamos que a Conmebol tome esta decisão”, completou o jogador.

 

Veja também

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana
Sulamericana

Bahia, São Paulo e Vasco conhecem adversários da Copa Sul-Americana

Com mais testes, elenco do Santa vai se pondo sob medida para o 'estilo Martelotte'
Santa Cruz

Com mais testes, elenco do Santa vai se pondo sob medida para o 'estilo Martelotte'