A-A+

Empresário rechaça sondagem do Santa por Diego Souza

Meia-atacante foi especulado no Tricolor, com auxílio de investidores, para a disputa do Campeonato Pernambucano

Diego SouzaDiego Souza - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

A noite de quarta-feira (15) foi marcada pelas informações de uma suposta sondagem realizada pela Estadium Bet, patrocinadora máster do Santa Cruz, por Diego Souza para a disputa do Campeonato Pernambucano. A notícia caiu como uma bomba nos bastidores do Arruda e surpreendeu os torcedores pernambucanos. Isso porque, até pouco tempo, o Sport ainda analisava a viabilidade de o atleta voltar a vestir a camisa do Leão, o que acabou não se concretizando. E, no que depender do seu agente, o atacante também não aparecerá no Tricolor.

Procurado pela Folha de Pernambuco, o empresário Eduardo Uram, agente do jogador, não respondeu se houve sondagem do Santa Cruz ou da empresa que patrocina o clube. Visivelmente irritado com o assunto, limitou-se apenas a perguntar qual a opinião do jornalista, antes de desligar o telefone.

A reportagem também ouviu o presidente da Cobra Coral, Constantino Júnior, e o executivo de futebol, Nei Pandolfo, que confirmaram ter ocorrido uma sondagem. "Houve uma sondagem por Diego Souza, mas o Santa Cruz não tratou diretamente deste assunto. Até porque são os investidores que nos propuseram a vinda dele, e nós obviamente concordamos", disse o mandatário tricolor.

Diego Souza recebia um salário de R$ 600 mil até o ano passado, com os vencimentos sendo pagos por São Paulo e Botafogo. Mesmo que não volte a receber uma proposta nesse patamar, o atleta ainda tem mercado nas Série A e B, o que reforça a não vinda do jogador, ex-Seleção Brasileira, para o Tricolor. Nem o Sport, que detém poderio financeiro maior e está na Primeira Divisão, conseguiu arcar com os custos. Atualmente, o teto salarial no Rubro-negro é de R$ 150 mil, o que já significaria um deficit de 75% em relação ao salário de 2019 do atleta. Assim como o Leão, o Santa Cruz também atravessa uma grave crise financeira.

Leia também:
Por segurança financeira, Bivar veta Diego Souza
Torcida faz campanha para volta de Diego Souza
Diego Souza coloca Sport na justiça e cobra R$ 1 milhão

O executivo de futebol do Santa, Nei Pandolfo, preferiu desconversar sobre a diferença salarial que uma possível negociação de Diego Souza com a Cobra Coral poderia gerar dentro do elenco. Com uma folha girando em torno de R$ 350 a R$ 400 mil, o Tricolor teria no seu principal jogador, provavelmente, um vencimento totalmente fora da realidade se levarmos em conta os padrões dos clubes da Terceira Divisão. "Não podemos focar nisso agora, temos jogos para realizar em curto espaço de tempo e precisamos manter a concentração. Mas eu conheço Diego, trabalhei com ele em 2014 e 2015, e sei do profissionalismo dele", declarou o dirigente.

Veja também

Por 'comum acordo', regra que limita demissões de técnicos não inibe dança das cadeiras
Futebol

Por 'comum acordo', regra que limita demissões de técnicos não inibe dança das cadeiras

Com mudanças no meio e no ataque, Náutico encara a Ponte
Futebol

Com mudanças no meio e no ataque, Náutico encara a Ponte