Enxugamento do Nordestão é alternativa, diz presidente da FPF

Para ele, ideal seria diminuir a quantidade de participantes e de jogos na competição

"Não pude ir de encontro a eles", afirmou Evandro Carvalho"Não pude ir de encontro a eles", afirmou Evandro Carvalho - Foto: Flávio Japa/Folha de Pernambuco

Na tentativa de buscar uma solução para resolver o problema da média baixa de público nos estádios, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, disparou contra a organização da atual edição da Copa do Nordeste. De acordo com o mandatário, o ideal seria diminuir a quantidade de participantes e de jogos na competição.

“Terei uma reunião na próxima semana com a TV Glo­­­bo, com o Esporte Interativo e a CBF. Acredito que a confederação misturou política com esporte e acabou desestruturando os estaduais. Perdemos algumas datas no Pernambucano. Houve um clássico neste último domingo e já teremos outro na semana que vem. É tudo muito apertado. Encaminhei um projeto para que o Nordestão de 2018 volte a ter 16 clubes e não 20. Essa é uma saída melhor, colocando o torneio para começar ou terminar antes dos estaduais”, revelou.

Quem corrobora com a tese de Evandro é o presidente do Conselho Patrimonial do Santa, Antônio Luiz Neto. “Campeonato local precisa ser priorizado. Seria válido, sim, enxugar torneios co­­­mo o Nordestão, para dar mais espaço ao Pernambuca­­­no e os clubes que dele participam”.

Veja também

Santa empata em 2x2 com o Itabaiana/SE pela pré-Copa do Nordeste
Futebol

Santa Cruz empata em 2x2 com o Itabaiana/SE

Palmeiras empata, e Santos perde antes de final da Libertadores
Campeonato Brasileiro

Palmeiras empata, e Santos perde antes de final da Libertadores