Epidemia tira 1.200 agentes dos Jogos de PyeongChang

Profissionais renunciaram seus postos após apresentarem sintomas de norovírus e serão substituídos por militares

Pyeongchang recebe Olimpíada de inverno de 2018Pyeongchang recebe Olimpíada de inverno de 2018 - Foto: Divulgação

Mais de 1.200 agentes de segurança que trabalhariam nos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang foram obrigados a renunciar a seus postos depois que foram afetados por uma epidemia, anunciou o comitê organizador do evento, que começará oficialmente na sexta-feira na cidade sul-coreana.

Quarenta e um funcionários foram levados para um hospital e diagnosticados com um norovírus depois que sofreram diarreias e náuseas no domingo. O norovírus, que provoca gastroenterites, é muito contagioso e pode ser transmitido pela comida ou água.

"Estas 1.200 pessoas foram obrigadas a abandonar seus postos e foram substituídas por 900 militares", informou uma fonte do comitê local de organização (POCOG). As autoridades de saúde investigam a origem do vírus. As pessoas afetadas, que trabalham para uma empresa privada, estavam hospedadas em um centro para jovens de Pyeongchang, separado da vila olímpica

Veja também

Náutico confirma contratação do meia Marcos Vinícius
Futebol

Náutico confirma contratação do meia Marcos Vinícius

Defesa de Carol Solberg recorrerá de advertência por 'fora, Bolsonaro'
Manifestação

Defesa de Carol Solberg recorrerá de advertência por 'fora, Bolsonaro'