Epidemia tira 1.200 agentes dos Jogos de PyeongChang

Profissionais renunciaram seus postos após apresentarem sintomas de norovírus e serão substituídos por militares

Pyeongchang recebe Olimpíada de inverno de 2018Pyeongchang recebe Olimpíada de inverno de 2018 - Foto: Divulgação

Mais de 1.200 agentes de segurança que trabalhariam nos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang foram obrigados a renunciar a seus postos depois que foram afetados por uma epidemia, anunciou o comitê organizador do evento, que começará oficialmente na sexta-feira na cidade sul-coreana.

Quarenta e um funcionários foram levados para um hospital e diagnosticados com um norovírus depois que sofreram diarreias e náuseas no domingo. O norovírus, que provoca gastroenterites, é muito contagioso e pode ser transmitido pela comida ou água.

"Estas 1.200 pessoas foram obrigadas a abandonar seus postos e foram substituídas por 900 militares", informou uma fonte do comitê local de organização (POCOG). As autoridades de saúde investigam a origem do vírus. As pessoas afetadas, que trabalham para uma empresa privada, estavam hospedadas em um centro para jovens de Pyeongchang, separado da vila olímpica

Veja também

Projeto Basquete RD é inaugurado na Ilha do Retiro
Basquete

Projeto Basquete RD é inaugurado na Ilha do Retiro

Edina Alves será primeira mulher a apitar Derby paulistano
Futebol

Edina Alves será primeira mulher a apitar Derby paulistano