Esperança da seleção, Marta retorna aos trabalhos

O retorno da atleta aos trabalhos alimenta a expectativa da seleção de ter a camisa 10 estar em campo, contra a Jamaica, domingo (9)

Seleção feminina de futebolSeleção feminina de futebol - Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Ao se juntar com a seleção brasileira, há cerca de duas semanas, para a preparação para a Copa do Mundo feminina, Marta não imaginava se lesionar as vésperas do Mundial, que terá início nesta sexta-feira (7), na França. Uma lesão muscular na coxa esquerda tirou a melhor do mundo dos treinamentos durante 11 dias.

A alagoana iniciou a fisioterapia no mesmo dia em que teve detectada sua lesão. Apesar do início difícil, não demorou muito para a principal jogadora brasileira trocar o sentimento de tristeza pelo de motivação. Depois de quatro sessões, em média, por dia, na última terça-feira, a jogadora voltou ao gramado. Bastante animada, Marta deu início ao trabalho de transição correndo em volta do campo.

O retorno da atleta do Orlando Pride/EUA aos trabalhos alimenta a esperança da camisa 10 estar em campo, na estreia das meninas do Brasil, contra a Jamaica, domingo (9). Nos últimos nove jogos, a seleção verde-amarela acumula nove derrotas, e a presença da seis vezes melhor jogadora do mundo no último treino antes do embarque para a França, pode ter dado uma injeção de ânimo no elenco comandado por Vadão.

Passadas duas semanas de preparação em Algarve, em Portugal, a delegação brasileira embarcou para a França. Além de encarar as jamaicanas, no domingo, o Brasil terá pela frente Austrália e Itália na primeira fase. As seleções formam o Grupo C do torneio. As partidas contra australianas e italianas serão nos dias 13 e 18/06, respectivamente.

Leia também:
Marta está no time ideal do mundo do futebol feminino
Marta e Érika seguem em tratamento em 10º dia de treinos da seleção

Veja também

Dinamarca vence Rússia e avança às oitavas da Eurocopa
Futebol

Dinamarca vence Rússia e avança às oitavas da Eurocopa

Copa América tem 140 casos de Covid-19, diz Conmebol
Futebol

Copa América tem 140 casos de Covid-19, diz Conmebol