‘Espero por essa chance faz tempo’, diz Michel Bastos

Ainda sem conseguir uma chance como titular no Leão, o meia Michel Bastos vem pedindo uma chance para o treinador Claudinei Oliveira

Michel Bastos não perdeu chance de alfinetar ex-dirigentesMichel Bastos não perdeu chance de alfinetar ex-dirigentes - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Nem mesmo a dureza de encarar um time como o Grêmio fez com que os jogadores do Sport comemorassem o ponto conquistado nesta quarta-feira (13), na Ilha do Retiro. Apesar das poucas oportunidades criadas, a melhor delas aconteceu aos 17 minutos, após bela enfiada de Michel Bastos, que deixou Rogério cara a cara com Marcelo Grohe.

E foi justamente o autor da assistência para Rogério quem lamentou bastante o ponto perdido. “É difícil criar chances num jogo duro como esse, diante de um time como o Grêmio. Mas temos que matar quando surgir a chance. E não fizemos. Lamento sim o empate porque acreditava na vitória, mas é tentar melhorar para botar para dentro na próxima”, comentou Michel Bastos.

Leia também:
Em jogo duro, Sport entra no recesso com 0x0 contra o Grêmio
Em jantar com vários ídolos, Sport revive Copa do Brasil 2008
Há dez anos o Brasil era do Sport

Com a Copa do Mundo, o Brasileirão da Série A retorna apenas no dia 18 de julho. Aproveitando para descansar o elenco nos próximos dez dias, o Sport volta aos trabalhos em seguida visando o jogo contra o Ceará, no Castelão, no retorno do recesso. Ainda sem conseguir uma chance como titular no Leão, o meia Michel Bastos vem pedindo uma chance para o treinador Claudinei Oliveira. “Quem decide é o treinador, como eu já falei. Eu já espero por essa chance faz tempo. É difícil. Venho mostrando condições de jogar, mas vou continuar esperando”, finalizou Michel.

Veja também

Conmebol defende Copa América e diz que torneio não foi feito 'às pressas'
Futebol

Conmebol defende Copa América e diz que torneio não foi feito 'às pressas'

Eriksen não teve Covid, nem foi vacinado, diz diretor da Inter de Milão
Futebol

Eriksen não teve Covid, nem foi vacinado, diz diretor da Inter de Milão