INTZ e paiN abrem semis do 2º split do CBLoL

Times tradicionais do League Of Legends brasileiro se enfrentam em busca de uma vaga na final do torneio

Depois de uma semana de pausa, o segundo split do CBLoL 2017 retorna com ares de decisão. Neste sábado (19), às 13h, paiN Gaming e INTZ abrem as semifinais do torneio, que dá uma vaga para o Mundial de League of Legends deste ano. No confronto, muita história e rivalidade.

Ambas as equipes buscam retornar a uma final de CBLoL após baterem na trave na última etapa. A paiN caiu para a Red Canids, enquanto que os Intrépidos não foram páreos para a Keyd. Desta vez, apenas um dos dois estará no Mineirão no dia 2 de setembro.

Para chegar até esta semifinal, o caminho não foi fácil, e misturou uma dose de renovação com um toque de tradição. Para a paiN, por exemplo, a saída de Thúlio “SirT” Carlos colocou um ponto de interrogação na posição de caçador, que logo foi respondido.

Rodrigo "TaeYeon" Panisa foi um dos destaques do time, dando uma “volta por cima” após passar a primeira etapa na reserva. Além de Tay, Gabriel “Kami” Bohm e companhia tiveram bons desempenhos ao longo da fase de pontos.

Mesmo caindo logo na estreia para a Red Canids, o restante do split foi de invencibilidade em séries. Empates contra Team One, ProGaming, INTZ e Keyd Stars, além de vitórias contra T Show e CNB. Agora, a paiN encara um time que mistura revelações e jogadores experientes, além de ter mudanças na posição de Caçador, com o revezamento entre Diogo “Shini” Rogê e Gabriel "Turtle" Peixoto.

“Enfrentar dois Caçadores vai ser difícil, mas no final das contas, independente de quem eu enfrentar, acho que o que eu devo fazer é não olhar eles, e sim focar no meu próprio jogo, não no adversário”, disse Tay em entrevista ao site LoLeSportsBR.

Do outro lado, a INTZ quer voltar ao Mundial após a boa campanha em 2016. E para isso terá a ajuda de dois experientes jogadores no circuito: o atirador Micael “micaO” Rodrigues e o suporte Luan “Jockster” Cardoso, remanescentes da lineup do ano passado.

“Nós temos que bater o nosso auge nessa semifinal, caso contrário, a gente vai estar fora, pois a qualidade da competição está muito alta. Se a gente jogar igual à temporada passada, não vai ser o suficiente. Então, pretendemos alcançar o nosso auge, nosso melhor nível e fazer melhor campanha possível”, afirma micaO Rodrigues, atirador dos Intrépidos.

E fazer o melhor foi o lema da INTZ neste segundo semestre. Terminando na primeira posição na fase de pontos, os Intrépidos foram surpreendidos na semana dois pela Team One, mas de lá para cá não perderam mais.

O desafio neste sábado é superar a paiN, na série melhor de cinco, e tentar o quarto título do CBLoL. Desde 2015, o INTZ garantiu presença em todas as decisões do CBLoL, exceto na última etapa. Os Intrépidos levaram três das quatro finais de CBLoL disputadas, além do torneio de pós-temporada, realizado no fim de 2015.

EMBATE ANTERIOR

Na última vez em que as equipes se enfrentaram, deu empate. Na semana 4 do segundo split, tanto paiN quanto INTZ vinham de vitória, e buscavam embalar para garantir classificação antecipada. Porém, com um triunfo para cada lado, a série terminou em 1x1.

Veja também

Com franquias, CBLoL 2021 tem início neste sábado (16); veja um guia
Tecnologia e Games

Com franquias, CBLoL 2021 tem início neste sábado (16); veja um guia

Multicampeão, Daniel Dias anuncia aposentadoria após Jogos de Tóquio
Paralimpíco

Multicampeão, Daniel Dias anuncia aposentadoria após Jogos de Tóquio