Sport

Estudo mostra que Sport tem maior dívida a curto prazo do País

Relatório do Itaú BBA demonstra que débito do Leão é 339% a mais do que a receita apresentada

Estádio da Ilha do RetiroEstádio da Ilha do Retiro - Foto: Kleyvson Santos/Arquivo Folha de Pernambuco

Leia também

• Visando a Série A, Daniel fará experiências no Sport durante o quadrangular

• Sport joga mal, mas supera Vitória/PE e dá um passo na luta contra rebaixamento

• Daniel Paulista reconhece pouca criatividade ofensiva, mas crê em margem de evolução

O Itaú BBA divulgou nesta semana um relatório para deixar os torcedores do Sport preocupados com o futuro. De 25 instituições analisadas, entre as Séries A e B do Campeonato Brasileiro, o Leão é a que tem o pior cenário para ficar em dia com os débitos de curto prazo. 

A 11ª edição consecutiva do estudo mostra que a dívida a curto prazo do Sport - que precisa ser paga até o final do ano - representa 339% a mais da receita total do clube, tendo como base o balanço de 2019 apresentado pelo Rubro-negro. Atrás do time pernambucano, o Cruzeiro é o segundo colocado na lista, com débito de 244% sobre as contas do ano passado, a serem quitadas nos próximos meses. 

Vale lembrar que a receita do Sport na última temporada girou na casa dos R$ 40 milhões. Os vencimentos a curto prazo chegam a quase R$ 150 milhões.

O relatório do Itaú BBA diz que no caso do Sport "é possível ver um clube em extrema dificuldade, com receitas limitadas, dívidas elevadas e um risco enorme de ficar entre a cruz e a espada: ou gasta (sem poder) para se manter na Série A ou retorna à Série B e mantém as dificuldades". Além disso, deixou claro que "as dificuldades serão mantidas, esteja onde estiver o Sport em 2021."

Veja também

Thiago Neves cobra R$ 20 milhões do Atlético-MG após 'quase acerto'
Futebol

Thiago Neves cobra R$ 20 milhões do Atlético-MG após 'quase acerto'

Regularizado, Thiago Neves diz estar ansioso pela estreia no Sport
Sport

Regularizado, Thiago Neves diz estar ansioso pela estreia no Sport