Ex-goleiro Bruno pode retornar ao futebol

Até ser solto, Bruno estava preso na Associação de Proteção e Assistência ao Condenado, em Santa Luzia.

 

O ex-goleiro Bruno Fernandes de Souza, 32, que deixou a prisão na última sexta-feira, após habeas corpus concedido pelo ministro do STF Marco Aurélio Mello, esteve ontem na Vara de Execução Criminal, em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, para informar o novo endereço em que irá morar.

Sem dar entrevistas e escoltado pelos advogados, Bruno teria afirmado que nove clubes estariam interessados em contratá-lo, sendo três do interior de Minas Gerais, além de equipes do Rio , São Paulo e Brasília. Até ser solto, Bruno estava preso na Associação de Proteção e Assistência ao Condenado, em Santa Luzia.
Ele foi condenado em março de 2013 a 22 anos e três meses de reclusão por homicídio qualificado por motivo torpe, com emprego de asfixia e com recurso que dificultou a defesa da vítima, além de sequestro, cárcere privado e ocultação de cadáver.

O ex-goleiro também afirmou, por meio de seu advogado, que pretende fazer um exame de DNA , de seu filho com Eliza Samudio, cuja paternidade foi atribuída ao ex-jogador pela Justiça.

 

Veja também

No Paraná, jogadores são afastados após suspeita de fraude em teste de Covid
Futebol

No Paraná, jogadores são afastados após suspeita de fraude em teste de Covid

Presidente da UEFA diz que semifinais da Liga dos Campeões não estão ameaçadas
Futebol Internacional

Presidente da UEFA diz que semifinais da Liga dos Campeões não estão ameaçadas