Ex-obeso, André Burgos quebra recorde dos 100 km do Frio

Oitava edição da prova aconteceu no último dia 4 de agosto, com largada em Garanhuns e chegada em Caruaru

Pódio da 8ª edição da ultramaratona 100 km do FrioPódio da 8ª edição da ultramaratona 100 km do Frio - Foto: Corteria

O ultramaratonista André Burgos foi o destaque dos 100 km do Frio, tradicional ultramaratona que acontece anualmente no Agreste pernambucano. O atleta foi o campeão na modalidade solo masculino, com 8h42min14s, baixando o recorde da prova em 24 minutos. O segundo colocado, José Celestriano de Sousa, também concluiu o percurso com tempo abaixo do antigo recorde, com 9:05:05. O índice anterior era de 9h06min, conquistado em 2017.

“Essa foi minha prova alvo do ano. Treinei para caramba desde janeiro e tudo deu certo, física, mental e nutricionalmente, mas confesso que não esperava fazer um tempo tão bom. Foi incrível!”, resume Burgos, que participou da prova pela quarta vez, sendo a terceira no solo. As duas primeiras foram em 2015 e 2016. Em 2017, ele ocorreu em dupla e também sagou-se campeão.

“Quebrar o recorde fez passar um filme na minha cabeça. Em 2013, eu era obeso e decidi mudar meu estilo de vida, aderindo a uma alimentação mais saudável. Emagreci 30 kg e no primeiro semestre daquele ano, comecei a correr. E não parei mais. Em 2015, comecei com uma alimentação com foco na ‘comida de verdade’. Foi aí que os pódios começaram a chegar, mas nunca imaginei que chegaria até aqui”, conta Burgos, que atualmente é coach e consultor.

A tradicional ultramaratona 100 km do Frio é realizada pela Associação dos Corredores da Jaqueira (Acorja). Este ano, os atletas percorreram o percurso da cidade de Garanhuns até a de Caruaru, no Agreste do Estado. “Este ano, tiramos o quarteto e deixamos a prova com dupla e solo, então, agora, os 100 km do Frio faz, realmente, ultramaratonistas. E a grande revelação da prova foi justamente a quebra do recorde por Burgos, mas quebrou bem quebrado. E o segundo colocado, Celestriano, também quebrou o índice. Então, estou muito feliz e convido a todos para participarem da 9ª edição da prova, em 2020, que será de Caruaru a Garanhuns”, afirma Lula Holanda, presidente da Acorja.

Resultados
O terceiro lugar no pódio do solo masculino ficou com Lenilson Silva, com 9:18:31. Ao todo, 67 atletas se inscreveram no solo, sendo dez no solo feminino. Destes, 50 homens e nove mulheres concluíram a prova. Já na modalidade dupla, concluíram 11 duplas mistas, 42 masculinas e seis femininas. Confira o resultado completo de todas as modalidades aqui.

Veja também

Com classificação encaminhada, Martelotte garante seriedade: "Não vamos relaxar nem desconcentrar"
Santa Cruz

Com classificação encaminhada, Martelotte garante seriedade: "Não vamos relaxar nem desconcentrar"

Santa Cruz vence Botafogo/PB por 1 a 0 e alcança marca histórica de 27 pontos na competição
Série C

Santa Cruz vence Botafogo/PB por 1 a 0 e alcança marca histórica