Ex-presidente da Conmebol é condenado a nove anos de prisão

Juan Ángel Napout foi condenado por ter aceitado milhões de dólares em propinas por contratos de televisão

Juan Ángel Napout foi condenado a nove anos de prisão Juan Ángel Napout foi condenado a nove anos de prisão  - Foto: AFP

O paraguaio Juan Ángel Napout, ex-presidente da Conmebol e ex-vice-presidente da Fifa, foi condenado nesta quarta-feira (29) em Nova York a nove anos de prisão por aceitar milhões de dólares em propinas em troca de contratos de televisão e marketing de torneios sul-americanos.

Napout, 60 anos, tinha "uma personalidade oculta, um lado oculto", e "perpetuava a noção de que era uma boa pessoa ao mesmo tempo em que recebeu 3,3 milhões de dólares em propinas até ser preso e aceitou receber outros 20 milhões mais" em subornos, afirmou a juíza Pamela Chen ao anunciar a sentença.

A procuradoria americana pediu uma sentença mínima de 20 anos de prisão para Napout, que em 22 de dezembro do ano passado foi declarado culpado por formação de uma organização criminosa e de fraude financeira na Copa América e na Copa Libertadores, após sete semanas de julgamento na corte federal do Brooklyn.
Leia também:
Conmebol prevê premiação dobrada na Libertadores 2019
Conmebol divulga logo oficial da Copa América de 2019
Conmebol confirma VAR a partir das quartas da Libertadores

"Você não pode roubar milhões em propinas das organizações e não ser punido", declarou Chen. É preciso passar uma mensagem de que "há consequências reais, que você irá à cadeia e que não receberá apenas um tapinha no ombro".

A juíza decidiu também que Napout terá que devolver 3,37 milhões de dólares -o dinheiro que recebeu em propinas entre 2010 e 2015, segundo a procuradoria- e pagar uma multa no valor de um milhão de dólares.

Veja também

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada
Handebol

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno
Sport

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno