Ex-presidente do Irã parabeniza campeão da NFL

Em meio a tensão entre os Estados Unidos e o país asiático, Ahmoud Ahmadinejad felicitou o Kansas City Chiefs

Rashad Fenton, jogador de futebol americanoRashad Fenton, jogador de futebol americano - Foto: TIMOTHY A. CLARY / AFP

Ex-presidente do Irã entre 2005 e 2013, Ahmoud Ahmadinejad parabenizou o Kansas City Chiefs pela conquista do título da NFL. Neste domingo (2), a equipe bateu o San Francisco 49ers por 31 a 20 no Super Bowl, em Miami.

"Os poderes do mundo tentam causar desunião e ódio entre todos, mas os esportes podem unir todo mundo. Aproveito esta oportunidade para congratular o 49ers pela incrível temporada e um parabéns especial para os Chiefs, Patrick Mahomes e para a cidade de Kansas City pela vitória", escreveu Ahmadinejad, nesta segunda (3), em seu perfil no Twitter.

Conhecido por seu discurso antiamericano enquanto líder do Irã, Ahmadinejad tem adotado perfil conciliatório em meio à tensão vivida entre o seu país e os Estados Unidos. No último dia três de janeiro, as Forças Armadas americanas organizaram um ataque ao Aeroporto Internacional de Bagdá, no Iraque, e mataram o principal comandante militar do Irã, o general Qassim Suleimani.

A ação fez com que a animosidade entre as duas nações, que já dura mais de 40 anos, se intensificasse. Os iranianos responderam dias depois com mísseis direcionados a duas bases iraquianas que abrigam militares dos Estados Unidos.

Segundo Ahmadinejad, ele enviou três cartas ao presidente americano Donald Trump. A terceira delas, enviada em junho do ano passado, quando as forças militares de Irã e dos EUA se enfrentaram no Golfo Pérsico.

"Trump é um homem de ação", disse Ahmadinejad em entrevista recente ao New York Times. "Ele é um homem de negócios e, portanto, é capaz de calcular os custos-benefícios e tomar uma decisão. Dizemos a ele: vamos calcular o custo-benefício em longo prazo de nossos dois países, e não ser míopes."

Em seu Twitter, Mahmoud Ahmadinejad se descreve como "marido, pai, avô, professor universitário, presidente, prefeito, governador, jogador de futebol e um orgulhoso iraniano". No último dia 27 de janeiro, o ex-presidente iraniano já havia se pronunciado, também via Twitter, sobre a morte do ex-jogador de basquete Kobe Bryant.

Leia também:
Kansas Chiefs vencem 49ers e conquistam Super Bowl após 50 anos
Everaldo Marques, a cara e a voz da NFL no Brasil
Fora do Super Bowl após três anos, Tom Brady avalia futuro na NFL


"Presto minhas condolências à família Bryant e à cidade de Los Angeles. Kobe Bryant foi realmente maior que o basquete, fiquei entristecido de ouvir as notícias sobre Kobe, Gigi, John Altobelli e o resto dos passageiros. A ausência deles será profundamente sentida", escreveu.

Veja também

Acompanhe todos os lances de Náutico x Vila Nova/GO, pela quarta rodada da Série B do Brasileiro
Série B

Acompanhe todos os lances de Náutico x Vila Nova/GO, pela quarta rodada da Série B do Brasileiro

Sobe para 53 o número de casos de Covid na Copa América
Coronavirus

Sobe para 53 o número de casos de Covid na Copa América