CRIME

Ex-seleção da Holanda é condenado à prisão por esfaquear primo durante festa de família

Jogador também é acusado por tráfico de "várias centenas de quilos" de cocaína

Atacante Quincy Promes, ex-seleção da Holanda, é acusado por tráfico de 'várias centenas de quilos' de cocaína Atacante Quincy Promes, ex-seleção da Holanda, é acusado por tráfico de 'várias centenas de quilos' de cocaína  - Foto: Alberto Pizzoli / AFP

O atacante holandês Quincy Promes foi a julgamento por ter esfaqueado um primo durante uma festa de família e acabou sendo condenado nesta segunda-feira (19). Ex-seleção da Holanda, ele não compareceu ao tribunal de Amsterdam, que lhe impôs pena de 18 meses de prisão.

O jogador de 31 anos, que se declarou inocente das acusações, mora na Rússia, onde atua pelo Spartak Moscou. A promotoria holandesa considerou "prematuro" exigir sua extradição. O atacante está "decepcionado" com a decisão da Justiça, da qual vai recorrer, disse mais tarde o seu advogado, Robert Malewicz, à agência de notícias holandesa ANP.

Quincy Promes foi acusado de atacar o primo na perna durante uma festa de aniversário em julho de 2020, quando uma briga estourou por causa de um colar supostamente roubado. O tribunal explicou que "levou em consideração o fato de o suspeito ser um jogador profissional e uma figura pública" para tomar uma decisão que serviria de exemplo.

"O tribunal também reprova fato de o suspeito não ter assumido suas responsabilidades", acrescentou.

Promes foi inicialmente acusado de tentativa de homicídio, mas após entrevistar testemunhas, o promotor público concluiu que não havia provas para estabelecer que seu objetivo era matar a vítima. Ele foi condenado pelo crime de agressão agravada. O jogador holandês nascido em Amsterdam jogava pelo Ajax no momento do incidente.

A investigação foi iniciada após escutas telefônicas no contexto de outro caso, de tráfico de drogas, que também envolve a Promes.

O Ministério Público holandês anunciou, no mês passado, que Promes também é acusado de importar cocaína. O jogador do Spartak Moscou é acusado, juntamente com outro holandês de 31 anos, de importar "várias centenas de quilos" de cocaína em janeiro de 2020, por meio do porto de Antuérpia, na Bélgica, informou o órgão à AFP.

Promes voltou ao Spartak Moscou no início de 2021, onde já havia jogado quatro temporadas, de 2014 a 2018. Também teve passagens pelo Sevilla, da Espanha, e pelo Twente, da Holanda. Promes somou 50 atuações pela seleção, a última delas saindo do banco quando a Holanda foi eliminada pela República Tcheca nas oitavas de final da Euro 2020. Ele não foi convocado desde então.

Veja também

Franca bate Flamengo e conquista tricampeonato do NBB
Basquete

Franca bate Flamengo e conquista tricampeonato do NBB

Brasil x Bulgária: duelo de opostos na Liga das Nações; saiba onde assistir
Vôlei

Brasil x Bulgária: duelo de opostos na Liga das Nações; saiba onde assistir

Newsletter