Ex-zagueiro, Goiano passa dicas para defensores do Náutico

Camacho destacou a importância de ter um treinador que já atuou na posição: "Goiano sabe os atalhos"

Camacho, zagueiro do NáuticoCamacho, zagueiro do Náutico - Foto: Léo Lemos/Divulgação/Náutico

Ex-zagueiro com três títulos estaduais pelo Sport no currículo, o técnico Márcio Goiano tem dado uma atenção especial para o setor em que jogou. Principalmente por um detalhe: o Náutico tem a pior defesa da Série C, com 12 gols tomados em seis jogos. Melhorar o desempenho defensivo é uma das primeiras metas do time na luta para deixar a zona de rebaixamento do Grupo A – o Timbu é o lanterna, com apenas quatro pontos.

“Ter um ex-zagueiro te dando dicas e mostrando atalhos é importante. Pela experiência que teve, ele tem um carinho especial pela última linha de quatro. Cada dia nós procuramos aprender mais”, disse Camacho. “Ele já acompanhava nossa equipe antes e conhece a maioria dos jogadores. Destacou a nossa qualidade e disse que se resgatarmos a confiança, nós poderemos sair da zona de rebaixamento e buscar o G4”, completou. 

Recuperado de uma lesão na coxa esquerda, Camacho deve formar dupla de zaga com Camutanga no jogo contra o Globo/RN, domingo (28), na Arena de Pernambuco, pela sétima rodada do Grupo A da Série C.

Leia também:
Médico relata problema crônico de Breno no joelho
Goiano saca Negretti e faz mudanças no time titular

“Ficar fora nunca é bom, principalmente em um momento importante. No período que estive fora houve a mudança no comando técnico. Márcio está tentando resgatar a confiança do início do campeonato. Junto com a filosofia dele, acho que vamos apresentar um melhor futebol”, pontuou.

Roberto Fernandes

O acerto de Roberto Fernandes com o Santa Cruz, como era de se imaginar, repercutiu no Náutico. Ex-técnico alvirrubro e atual campeão pernambucano pelo clube, o profissional “virou a casaca” e terá a missão de comandar o Tricolor na sequência da Série C.

“São coisas do futebol. Agradeço a oportunidade que ele me deu de estar no Náutico e conquistar o título estadual. Se ele for nosso adversário, vou respeitá-lo, defendendo meu lado e minha torcida. No final do jogo, eu vou cumprimenta-lo, mas espero que seja depois de uma vitória”, disse.

Veja também

Em carta de renúncia, Milton Bivar fala em "missão cumprida", dois meses após reeleição
Sport

Em carta de renúncia, Milton Bivar fala em "missão cumprida", dois meses após reeleição

Em depoimento, enfermeiro diz que tinha ordem de não acordar Maradona e desconhecia cardiopatias
Investigação

Em depoimento, enfermeiro diz que tinha ordem de não acordar Maradona e desconhecia cardiopatias