Executivo do Santa ressalta auxílio: 'passo seguinte vai depender'

A CBF atendeu parcialmente o pedido feito pelos 20 clubes que vão disputar a Terceira Divisão este ano, com o anúncio, na segunda, de que vai destinar um montante de R$ 200 mil para cada

Constantino Júnior, presidente do Santa CruzConstantino Júnior, presidente do Santa Cruz - Foto: Santa Cruz/divulgação

Com o avanço da pandemia do novo coronavírus, o cenário para o retorno do futebol nacional e local continua indefinido, bem como os bancos de receita dos clubes vão ficando cada vez mais escassos. Por conta disso, a CBF atendeu parcialmente ao pleito feito pelos 20 clubes que vão disputar a Série C 2020, com R$ 200 mil para cada. O valor, no entanto, está abaixo do que foi solicitado pelas equipes, que pediram R$ 250 mil para custear salário de atletas.

Para o presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior, um dos intermediadores do pedido, a medida tomada pela entidade demonstra preocupação com o funcionamento do futebol, mesmo que o repasse esteja abaixo do esperado. O mandatário coral salientou, também, que um passo seguinte junto à Confederação vai depender do cenário imposto pela pandemia.

“É uma sinalização de que a CBF está preocupada com o futebol brasileiro. É claro que o valor é abaixo do que havíamos solicitado, mas já é um primeiro passo. Essa gestão mudou a fórmula de disputa da competição (Série C). O Santa Cruz, pela grandeza do clube, tem despesas muito grandes. A Confederação sinalizou para a Série C e D e para o futebol feminino, então mostra que está preocupada em fomentar o futebol daqui”, comentou Tininho, acentuando que aguarda a definição do cenário para definir próximo passo.

Leia também:
Executivo coral revela formulação de documento para obtenção de aporte financeiro
Maycon diz ser contra cancelamento do PE e relembra 'trilha' do Santa
Com pedido de R$ 250 mil em auxílio, Santa Cruz aguarda retorno da CBF

“O passo seguinte vai depender do decorrer da paralisação. Vamos aguardar. (No momento), vamos pagar a folha de atletas e funcionários. Vamos juntar com outras receitas e destinar para o pagamento de salários”, definiu. Segundo o mandatário coral esse montante será destinado aos clubes em cota única.

Vale lembrar que o Santa Cruz, assim como diversas equipes Brasil afora, sofrem com o grande aperto nas contas devido à considerável queda de 40% no quadro de sócios, quatro lojas da Cobra Coral fechadas, além da dificuldade manter patrocínios em meio à crise, já tendo contabilizado alguns reajustes solicitados por parte dos patrocinadores. Alguns pediram a suspensão temporária de contratos. Outros, a redução.

Veja também

Santa Cruz perde por 1 a 0 do Botafogo-PB e encerra primeiro turno na lanterna do grupo A
Série C

Santa Cruz perde por 1 a 0 do Botafogo-PB e encerra primeiro turno na lanterna do grupo A

Bolsa Atleta contempla 80% da delegação brasileira em Tóquio
OLIMPÍADAS

Bolsa Atleta contempla 80% da delegação brasileira em Tóquio