A-A+

Fabinho cresce no Liverpool e se torna fundamental

Brasileiro conquistou a titularidade e está sendo um dos principais jogadores da equipe inglesa em 2019

Fabinho comemora gol pelo LiverpoolFabinho comemora gol pelo Liverpool - Foto: PAUL ELLIS / AFP

Na véspera da final da última Champions League, uma pessoa chamou a atenção no terraço do hotel Intercontinental, em Kiev, na Ucrânia. Ao lado do técnico do Liverpool, Jurgen Klopp, e dos jogadores, circulava o holandês Pepijn Lijnders, uma cara conhecida de todo o elenco após passagem anterior de mais de três temporadas por Anfield. Pouco depois disso, a explicação para a sua presença: ele havia acertado o seu retorno ao clube como assistente.

A quem quer que se pergunte nas redondezas de Merseyside, é praticamente um consenso: Lijnders é o principal responsável por fazer do brasileiro Fabinho uma das peças-chave dos ingleses na temporada. O atleta de 25 anos teve a sua transferência do Monaco para o Liverpool anunciada na semana seguinte à derrota na decisão da Champions League contra o Real Madrid. O seu "desabrochar" com a nova camisa, no entanto, custou um pouco mais do que esperado: a primeira partida como titular do clube aconteceu somente em 27 de outubro.

Em quase três meses, por repetidas vezes, as cifras em torno de sua contratação e a sua ausência recorrente na lista de relacionados acabaram sendo contestadas. É nesse ponto que Pep Lijnders tem a sua importância ressaltada. Fluente em português após uma experiência de sete anos no Porto, ele foi o encarregado por segurar a barra quando a pressão era grande e a paciência cada vez menor ao redor de Fabinho. No dia a dia, a dose de calma vinha de suas palavras. A recompensa está agora à mostra, com o reconhecimento cada vez maior de todos os lados.

Uma das lendas do Liverpool, o ex-zagueiro Jamie Carragher, que trabalha atualmente como comentarista da emissora Sky Sports, se referiu a Fabinho nas últimas semanas como "possivelmente, o melhor jogador da equipe desde a virada do ano". Não poderia haver maior sinal de prestígio em um grupo que conta também com Alisson, Virgil Van Dijk, Roberto Firmino, Sadio Mané e Mohamed Salah.

Em mais de uma ocasião, Lijnders definiu o papel do camisa 3, que surgiu no Paulínia e passou pelo Fluminense antes de bater asas para fora, como o "farol" que controla o "caos organizado" que rege a dinâmica de jogo do Liverpool.

Do alto de seus 1.88 metros, Fabinho visualiza a tudo, se antecipa a problemas e dá mais velocidade na transição para a frente. O equilíbrio que demonstra na função de número 6 encantou Klopp, permitindo ao técnico adiantar James Henderson em campo e embalar de vez o time ao seu molde.

Leia também:
Klopp diz que Fabinho pode precisar de 6 meses para se adaptar
Liverpool passa fácil pelo Porto e confirma classificação


"De vez em quando, você tem aqueles momentos em que vê que tudo está dando certo. Para mim, foi assim com o Fabinho desde que ele chegou", afirmou o alemão, em entrevista coletiva recente.

O resultado é a disputa cabeça a cabeça com o Manchester City pelo título da Premier League, restando três rodadas, e a vaga nas semifinais da Champions League contra o Barcelona.

"Com um nome como Fabinho, é mais ou menos como se costuma dizer em português: 'a bola sempre sai redonda'. O timing dele e também a sua visão e a sua calma na condução dão outra perspectiva para o nosso meio-campo", completou Pep Lijnders.

Não importa se como zagueiro, lateral direito ou, principalmente, como volante, Fabinho é um dos fatores que deixa o Liverpool ver cada vez mais próximo do sonho de encerrar o jejum de 29 anos sem erguer a taça do Campeonato Inglês. É o sopro de bossa nova em uma equipe que se orgulha de praticar um "futebol rock and roll".

Veja também

Lewis Hamilton conquista na Rússia sua vitória de número 100 na F1
Fórmula 1

Lewis Hamilton conquista na Rússia sua vitória de número 100 na F1

Roberto Fernandes pretende dar mais espaço para os atletas da base do Santa Cruz
Santa Cruz

Roberto Fernandes pretende dar mais espaço para os atletas da base do Santa Cruz