Falcao García é condenado a prisão por fraude fiscal

O atacante da seleção colombiana Falcao García foi condenado nesta quarta-feira (23), porém cumprirá pena em liberdade

Falcao Garcia comemora gol pelo MonacoFalcao Garcia comemora gol pelo Monaco - Foto: Anne-Christine Poujoulat/AFP

O centroavante colombiano Falcao García, que atua pelo Mônaco (FRA) e estará na Copa do Mundo na Rússia, se declarou culpado por acusações de fraude fiscal em audiência realizada na Espanha nesta terça-feira (23).

O jogador foi condenado a 16 meses de prisão pelo crime, mas poderá cumpri-los em liberdade. Ele ainda terá de pagar multa de € 9 milhões (R$ 38,7 milhões) para a fazenda espanhola.

A irregularidade teria acontecido nas declarações fiscais de 2012 e 2013, anos em que Falcao atuava no Atlético de Madri (ESP), e seria referente aos direitos de imagem do jogador.

De acordo com o processo, Falcão teria sonegado € 822.606,00 (R$ 3.537.205,80) em 2012 e € 4.829.253,00 (R$ 20.765.787,90) em 2013 com objetivo de obter um benefício fiscal ilegal.

Na Espanha, penas inferiores a dois anos de prisão só precisam ser cumpridas caso o juiz responsável pelo caso considere necessário. Como Falcao colaborou se declarando culpado e aceitando o pagamento de multa, o jogador poderá cumprir a pena em liberdade.

Veja também

Apresentado oficialmente, Julinho já se coloca à disposição para a estreia na Série C
Futebol

Apresentado oficialmente, Julinho já se coloca à disposição para a estreia na Série C

Roger Federer é derrotado no retorno às competições no saibro
Tênis

Roger Federer é derrotado no retorno às competições no saibro