Família palmeirense e Libertadores aproximam Raphael Veiga do clube

Atualmente o zagueiro está no Coritiba

Vem pra Rua leva "jaula" com políticos à orla de Boa ViagemVem pra Rua leva "jaula" com políticos à orla de Boa Viagem - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Um passado palmeirense direcionado a um futuro com as mesmas cores. Raphael Veiga é um dos nomes mais cotados a defender o Palmeiras na próxima temporada. Com um acordo encaminhado com o atual líder do Campeonato Brasileiro, a revelação do Coritiba possui um apelo pessoal para optar pela mudança de clube em 2017. De acordo com apuração da reportagem com pessoas ligadas ao jogador, Veiga encantou-se com o projeto proposto pelo Palmeiras para a temporada 2017.  

Estrutura, projeção e a vaga na Libertadores já garantida pesam para o 'sim' do atleta. Além das questões esportivas, o defensor desde o berço ouve e vive o Palmeiras. Natural da capital paulista, o meia-atacante tem uma família de torcedores do clube de Palestra Itália -este um fator importante para estreitar a relação entre jogador e clube interessado.

A transferência de Raphael Veiga depende do pagamento de multa por parte do Palmeiras; o clube acena com esta possibilidade de quitar os direitos econômicos divididos entre Coritiba (70%) e Audax-SP (30%) no valor de aproximadamente R$ 10 milhões. Entre atleta e Palmeiras, um contrato de cinco anos se encontra apalavrado.

Raphael Veiga chegaria à Academia de Futebol para ocupar uma das lacunas atuais do elenco de Cuca: um meia de criação (apenas Cleiton Xavier exerce a função). Enquanto ainda aguarda uma definição entre os clubes, o zagueiro sofre com a pressão do acordo encaminhado com os paulistas. A hostilidade de boa parte dos torcedores do Coritiba atormenta o atleta, que saiu vaiado no empate do último final de semana contra o Fluminense.

A negociação entre atleta e clubes deve se encerrar após o término do Campeonato Brasileiro. Raphael Veiga ainda possui a responsabilidade de afastar definitivamente o Coritiba da zona de rebaixamento. Depois de 32 rodadas disputada, o clube paranaense somou 38 pontos, apenas três a mais do que o Vitória, primeiro time dentro da região mais indesejada da tabela na Série A.

Veja também

Pela Série D, Central vence mais uma, e Salgueiro leva empate no fim
Série D

Pela Série D, Central vence mais uma, e Salgueiro leva empate no fim

Bayern de Munique atropela Atlético de Madrid na Liga dos Campeões
Futebol

Bayern de Munique atropela Atlético de Madrid na Liga dos Campeões