Esportes

Federer pode encarar Djokovic nas quartas do Aberto dos EUA

Cabeça-de-chave número 6, Djokovic vive boa fase, já Federer caiu de rendimento depois de ter sido líder do ranking no começo da temporada

Federer e Djokovic divergem quanto à realização do torneioFederer e Djokovic divergem quanto à realização do torneio - Foto: Matthew Stockman/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/A

O sorteio da chave principal do Aberto dos EUA, o último Grand Slam de 2018, não foi agradável para Roger Federer. O tenista suíço poderá ter o também ex-número 1 do mundo Novak Djokovic pela frente em um confronto de quartas de final.

Cabeça-de-chave número 6, Djokovic voltou a viver boa fase no circuito internacional após passar por um jejum de títulos em decorrência de uma lesão no cotovelo. Nas últimas semanas, o sérvio conquistou o título de Wimbledon e do Masters 1.000 de Cincinnati. No torneio dos Estados Unidos, superou o próprio Federer na decisão.

Federer, por sua vez, caiu de rendimento depois de ter alcançado a liderança do ranking no começo da temporada. O suíço, que foi quadrifinalista do Aberto dos EUA em 2017, encara na estreia o japonês Yoshihito Nishioka. No caminho até Djokovic, ainda tem o australiano Nick Kyrgios como forte obstáculo na terceira rodada.

Leia também:
Federer e Djokovic atuarão juntos em competição amistosa
Djokovic vence Federer e é campeão de Cincinnati
Federer vence e vira recordista de vitórias na grama
Djokovic sobe no ranking ATP, liderado por Nadal

Djokovic encara o húngaro Marton Fucsovics na estreia, mas não deve sofrer até as quartas de final. Na quarta rodada, é possível um encontro com o espanhol Pablo Carreno Busta, top 10 do ranking mundial e semifinalista em Flushing Meadows no ano passado.

O ganhador desse quadrante, seja Federer, Djokovic ou algum "azarão", não terá vida fácil na semifinal. Na composição da chave, a tendência é um duelo com tenistas do porte do croata Marin Cilic, sétimo colocado no ranking, ou do alemão Alexander Zverev, número 4 do mundo.

Do lado de cima da chave, Rafael Nadal parece ter uma jornada mais calma até as fases mais agudas. A estreia será contra seu compatriota David Ferrer, que já é um veterano e não deve oferecer grande resistência.

Cabeça de chave número 1, Nadal deve ter na terceira rodada um encontro com o russo Karen Khachanov, que vem em boa fase, mas levou 2 a 0 do espanhol no último duelo disputado no Masters 1.000 de Toronto. Na sequência, o britânico Kyle Edmundo seria o provável rival.

Nas quartas de final, o jogador de melhor ranking no caminho é o sul-africano Kevin Anderson, que foi facilmente batido por Nadal na decisão do Aberto dos EUA de 2017. O jovem canadense Denis Shapovalov também está no páreo. Chegando à semifinal, a disputa promete ser mais dura para o espanhol diante do argentino Juan Martin del Potro, do búlgaro Grigor Dimitrov ou do americano John Isner.

Veja também

WNBA 22: as favoritas da temporada
Basquete feminino

WNBA 22: as favoritas da temporada

Quadro de arbitragem da Copa contará com sete brasileiros
Copa do Mundo

Quadro de arbitragem da Copa contará com sete brasileiros