Federer quer recuperar o topo do ranking nesta semana

Campeão do Aberto da Austrália, suíço tem apenas 155 pontos a menos que seu rival Rafael Nadal

Roger FedererRoger Federer - Foto: Nicolas Asfouri/AFP

O suíço Roger Federer declarou nesta segunda-feira (12) que espera "recuperar o número 1 do mundo esta semana" no torneio de Roterdã, onde precisa alcançar as semifinais para assumir o topo do ranking ATP novamente.

Campeão do Aberto da Austrália, em janeiro, Federer tem apenas 155 pontos a menos que o atual número 1 do mundo, seu grande rival Rafael Nadal, que precisou abandonar o Aberto australiano nas quartas de final devido a uma lesão.

"Poder reconquistar essa posição seria incrível. É exitante ver Stan (Wawrinka) do meu lado da chave e é bom vê-lo de volta (Wawrinka não competiu na segunda metade da temporada 2017 devido a uma cirurgia no joelho)", afirmou Federer, vencedor de 20 Grand Slams na carreira.

"Jogar pelo primeiro lugar no ranking é genial, não importa o adversário, mas fazer isso contra Stan seria um pouco como uma final de Grand Slam, um grande jogo", continuou o suíço, que ergueu o troféu em Roterdã em 2005 e 2012.

Federer estreia no torneio holandês na quarta-feira diante do belga Ruben Bemelmans.

Se conseguir recuperar o número 1 do mundo, algo que não faz desde outubro de 2012, Federer, 36 anos, se tornará o tenista mais velho a liderar o ranking da ATP, quebrando o recorde do ex-tenista americano André Agassi, que tinha 33 anos.

Veja também

Revelação na reta final da Série B, Thassio faz avaliação positiva de temporadaFutebol

Revelação na reta final da Série B, Thassio faz avaliação positiva de temporada

Nadadora transexual enfrenta críticas ao quebrar recordes femininos após competir com homensEUA

Nadadora transexual enfrenta críticas ao quebrar recordes femininos