Fifa coloca gol de Coutinho entre os 12 melhores da 1ª fase

O gol de Coutinho contra a Suíça ficou na 4ª colocação, atrás apenas dos gols de Cheryshev, Nacho e Cristiano Ronaldo

Gol de Philippe CoutinhoGol de Philippe Coutinho - Foto: Jedson Nobre/Arquivo Folha de Pernambuco

A Fifa divulgou em seu site oficial uma lista com os 12 gols que foram considerados os mais bonitos da primeira fase da Copa do Mundo. Um brasileiro está presente: Philippe Coutinho, pelo lindo chute de fora da área que abriu o placar contra a Suíça na estreia da Seleção.

A lista está em ordem cronológica.

Denis Cheryshev, da Rússia, contra a Arábia Saudita: Cheryshev fez dois golaços na vitória russa por 5x0 na abertura da Copa, mas a Fifa preferiu o primeiro. Em contra-ataque, ele recebeu na esquerda, deixou o marcador no chão e fuzilou para as redes.

Nacho, da Espanha, contra Portugal: O empate por 3x3 entre Espanha e Portugal foi um dos jogos mais eletrizantes da primeira fase, e Nacho fez esse golaço para marcar o terceiro dos espanhóis. Uma bomba de fora da área que bateu na trave e entrou.

Cristiano Ronaldo, de Portugal, contra a Espanha: Mais uma pérola produzida em Espanha 3x3 Portugal. Nos minutos finais do jogo, uma batida de falta perfeita de Cristiano Ronaldo evitou a derrota portuguesa.

Philippe Coutinho, do Brasil, contra a Suíça: O primeiro gol do Brasil na Copa do Mundo nasceu da jogada mais característica de Coutinho. O meia ficou com a bola na entrada da área e acertou um lindo chute colocado no ângulo.

Leia também:
Brasil aberto às famílias se inspira na Alemanha
Eleito melhor em campo, Paulinho exalta Philippe Coutinho
Menino improvisa camisa e comove Philippe Coutinho


Dries Mertens, da Bélgica, contra o Panamá: A Bélgica venceu o Panamá por 3x0 na estreia, mas o jogo estava complicado até Mertens tirar o zero do placar com um lindo chute de primeira, sem deixar a bola cair.

Juan Quintero, da Colômbia, contra o Japão: Com a Colômbia com um jogador a menos, Quintero bateu uma falta no melhor estilo Ronaldinho Gaúcho para empatar o jogo, por baixo da barreira. Porém, o Japão ainda buscou a vitória por 2x1.

Artem Dzyuba, da Rússia, contra o Egito: Uma bela jogada do centroavante russo na vitória por 3x1 sobre o Egito, na segunda rodada. Dzyuba controlou uma bola longa, tirou o zagueiro da jogada e finalizou com categoria.

Luka Modric, da Croácia, contra a Argentina: O segundo gol da Croácia na vitória por 3x0 sobre a Argentina foi uma pintura de Modric. O camisa 10 balançou na frente do marcador, limpou para a perna direita e acertou uma pancada no canto de Caballero.

Ahmed Musa, da Nigéria, contra a Islândia: Musa fez os dois gols da vitória nigeriana sobre a Islândia por 2x0, e o segundo foi em uma bela jogada individual. Ele arrancou pela esquerda em contra-ataque, deixou dois marcadores para trás e ainda limpou o goleiro antes de marcar.

Toni Kroos, da Alemanha, contra a Suécia: A Alemanha foi a grande decepção da primeira fase, mas o golaço de Kroos no último lance para garantir a vitória por 2x1 sobre a Suécia foi um dos mais marcantes da Copa. Em um ângulo difícil, ele conseguiu uma batida perfeita.

Jesse Lingard, da Inglaterra, contra o Panamá: No atropelo inglês sobre o Panamá por 6x1, o gol de Lingard foi o mais bonito. Ele tabelou com Sterling, avançou pelo meio e acertou um chute indefensável na gaveta.

Ricardo Quaresma, de Portugal, contra o Irã: Quem acompanha a carreira de Quaresma sabe que bater na bola de trivela não é novidade para ele. Mas isso não diminuiu a beleza do gol contra o Irã, que contou com uma curva espetacular feita com a parte de fora do pé do português.

Veja também

Arsenal é eliminado da FA Cup pelo Southampton; West Ham avança
Futebol Internacional

Arsenal é eliminado da FA Cup pelo Southampton; West Ham avança

Brasil será sede de competições pan-americanas de ginástica
Esportes Olímpicos

Brasil será sede de competições pan-americanas de ginástica