Esportes

Fifa coloca gol de Coutinho entre os 12 melhores da 1ª fase

O gol de Coutinho contra a Suíça ficou na 4ª colocação, atrás apenas dos gols de Cheryshev, Nacho e Cristiano Ronaldo

Gol de Philippe CoutinhoGol de Philippe Coutinho - Foto: Jedson Nobre/Arquivo Folha de Pernambuco

A Fifa divulgou em seu site oficial uma lista com os 12 gols que foram considerados os mais bonitos da primeira fase da Copa do Mundo. Um brasileiro está presente: Philippe Coutinho, pelo lindo chute de fora da área que abriu o placar contra a Suíça na estreia da Seleção.

A lista está em ordem cronológica.

Denis Cheryshev, da Rússia, contra a Arábia Saudita: Cheryshev fez dois golaços na vitória russa por 5x0 na abertura da Copa, mas a Fifa preferiu o primeiro. Em contra-ataque, ele recebeu na esquerda, deixou o marcador no chão e fuzilou para as redes.

Nacho, da Espanha, contra Portugal: O empate por 3x3 entre Espanha e Portugal foi um dos jogos mais eletrizantes da primeira fase, e Nacho fez esse golaço para marcar o terceiro dos espanhóis. Uma bomba de fora da área que bateu na trave e entrou.

Cristiano Ronaldo, de Portugal, contra a Espanha: Mais uma pérola produzida em Espanha 3x3 Portugal. Nos minutos finais do jogo, uma batida de falta perfeita de Cristiano Ronaldo evitou a derrota portuguesa.

Philippe Coutinho, do Brasil, contra a Suíça: O primeiro gol do Brasil na Copa do Mundo nasceu da jogada mais característica de Coutinho. O meia ficou com a bola na entrada da área e acertou um lindo chute colocado no ângulo.

Leia também:
Brasil aberto às famílias se inspira na Alemanha
Eleito melhor em campo, Paulinho exalta Philippe Coutinho
Menino improvisa camisa e comove Philippe Coutinho


Dries Mertens, da Bélgica, contra o Panamá: A Bélgica venceu o Panamá por 3x0 na estreia, mas o jogo estava complicado até Mertens tirar o zero do placar com um lindo chute de primeira, sem deixar a bola cair.

Juan Quintero, da Colômbia, contra o Japão: Com a Colômbia com um jogador a menos, Quintero bateu uma falta no melhor estilo Ronaldinho Gaúcho para empatar o jogo, por baixo da barreira. Porém, o Japão ainda buscou a vitória por 2x1.

Artem Dzyuba, da Rússia, contra o Egito: Uma bela jogada do centroavante russo na vitória por 3x1 sobre o Egito, na segunda rodada. Dzyuba controlou uma bola longa, tirou o zagueiro da jogada e finalizou com categoria.

Luka Modric, da Croácia, contra a Argentina: O segundo gol da Croácia na vitória por 3x0 sobre a Argentina foi uma pintura de Modric. O camisa 10 balançou na frente do marcador, limpou para a perna direita e acertou uma pancada no canto de Caballero.

Ahmed Musa, da Nigéria, contra a Islândia: Musa fez os dois gols da vitória nigeriana sobre a Islândia por 2x0, e o segundo foi em uma bela jogada individual. Ele arrancou pela esquerda em contra-ataque, deixou dois marcadores para trás e ainda limpou o goleiro antes de marcar.

Toni Kroos, da Alemanha, contra a Suécia: A Alemanha foi a grande decepção da primeira fase, mas o golaço de Kroos no último lance para garantir a vitória por 2x1 sobre a Suécia foi um dos mais marcantes da Copa. Em um ângulo difícil, ele conseguiu uma batida perfeita.

Jesse Lingard, da Inglaterra, contra o Panamá: No atropelo inglês sobre o Panamá por 6x1, o gol de Lingard foi o mais bonito. Ele tabelou com Sterling, avançou pelo meio e acertou um chute indefensável na gaveta.

Ricardo Quaresma, de Portugal, contra o Irã: Quem acompanha a carreira de Quaresma sabe que bater na bola de trivela não é novidade para ele. Mas isso não diminuiu a beleza do gol contra o Irã, que contou com uma curva espetacular feita com a parte de fora do pé do português.

Veja também

"Quando vamos fazer algo?": Steve Kerr, técnico do Warriors, se emocionado após ataque em escola
ESTADOS UNIDOS

"Quando vamos fazer algo?": Steve Kerr, técnico do Warriors, se emocionado após ataque em escola

Governo britânico autoriza venda do Chelsea para um grupo liderado pelo americano Todd Boehly
Futebol

Governo britânico autoriza venda do Chelsea para um grupo liderado pelo americano Todd Boehly